Descrição de chapéu Governo Bolsonaro

Bolsonaro diz que Funai vai sair do Ministério da Justiça 'para algum lugar'

Para o presidente eleito, a entidade impede que o índio tenha 'um tratamento adequado'

Brasília

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) afirmou nesta terça-feira (4) que a Funai (Fundação Nacional do Índio) vai para “algum lugar”.

Atualmente, o órgão é vinculado ao Ministério da Justiça, que será ocupado a partir do ano que vem pelo ex-juiz federal Sergio Moro.

Como mostrou a Folha em novembro, a proposta de mudança começou a ser discutida no governo de transição e tem gerado apreensão entre servidores, indigenistas, antropólogos e indígenas.

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, fala com a imprensa ao deixar o CCBB, sede do governo de transição
O presidente eleito, Jair Bolsonaro, fala com a imprensa ao deixar o CCBB, sede do governo de transição - Pedro Ladeira/Folhapress

“A Funai vai para algum lugar. Acho que para a Agricultura não. Pode ir lá para Ação Social [ministério da Cidadania]”, afirmou. 

O maior receio era de que o órgão fosse transferido para alguma pasta controlada pelo agronegócio.

A Funai está vinculada à Justiça há mais de 30 anos.

No fim de semana, o presidente eleito voltou a reclamar da atual política indigenista e afirmou que vai “proporcionar meios para os índios” se “integrarem à sociedade”.

Ele criticou a Fundação e disse que o órgão indigenista impede que o índio tenha “um tratamento adequado”.

O índio quer médico, quer dentista, quer televisão, quer internet. Vamos proporcionar meios para que o índio seja igual a nós", disse Bolsonaro.

Talita Fernandes , Camila Mattoso e Ranier Bragon
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.