Doria diz que Bruno Covas é seu único candidato a prefeito de SP em 2020

Governador rebate reportagem da Folha sobre pressão para que aliado não concorra

São Paulo

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou neste sábado (31) que só tem um candidato à Prefeitura de São Paulo em 2020, o atual prefeito, Bruno Covas (PSDB). 

Durante a inauguração de uma praça revitalizada na capital paulista, o governador falou em terceira pessoa durante discurso: "O governador de São Paulo, João Doria, só tem um candidato para a prefeitura de São Paulo, que está aqui do meu lado, é o Bruno Covas". 

"Pra mim não tem a menor dúvida disso", completou entre aplausos. 

A declaração é uma resposta à reportagem da Folha deste sábado, que revela crescente pressão no PSDB para que Covas desista da reeleição. Há um grande temor entre os tucanos, baseado em pesquisas internas que dão a Covas intenções de voto na casa dos 10%, sobre o quão competitivo o prefeito será se for candidato. 

O governador João Doria (PSDB) e o prefeito Bruno Covas (PSDB) durante entrega de praça em São Paulo
O governador João Doria (PSDB) e o prefeito Bruno Covas (PSDB) durante entrega de praça em São Paulo - Foto: Governo do Estado de São Paulo

Doria disse estar respondendo a sites e veículos, mas não citou nomes. "Eu voltei da Alemanha hoje, falei com o Bruno, vi um monte de notícias. [...] Eu não quero desqualificar as notícias e nem os veículos que deram, não vamos entrar nesse tipo de seara e nem de atrito e nem de fazer conflito", afirmou. 

Em entrevista a jornalistas, Doria afirmou que o PSDB está unido em torno de Covas e que essa notícia de uma possível desistência deve ter partido de pessoas de fora da legenda. 

"Eu confio no Bruno, gosto do Bruno, sei do trabalho que ele está fazendo", afirmou. Covas, que era vice de Doria na prefeitura, tornou-se prefeito quando o empresário se lançou à campanha para o governo de São Paulo no ano passado. 

Vencer a eleição de 2020 em São Paulo é crucial para a estratégia de Doria de concorrer ao Palácio do Planalto em 2022. 

Em São Paulo, o governador tem hoje três pré-candidatos aos quais poderá angariar apoio além de Covas: a deputada federal Joice Hasselmann (PSL), o presidente do Fundo Social do estado de São Paulo, Filipe Sabará (Novo), e o ex-ministro Andrea Matarazzo (PSD). ​

Desses, Joice é a mais próxima de Doria, o que alimenta especulações de que o governador gostaria de vê-la filiada ao PSDB e disputando a prefeitura no lugar de Covas.

Doria também foi questionado por jornalistas sobre apoio à Joice. O governador respondeu que política e candidaturas não irão atrapalhar sua amizade com a deputada. "Joice é minha amiga e continuará sendo minha amiga, nossa amizade que vem antes da política."

Erramos: o texto foi alterado

Filipe Sabará (Novo) é presidente do Fundo Social de São Paulo, e não o secretário de Assistência e Desenvolvimento Social de São Paulo. O texto foi corrigido. 
 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.