Descrição de chapéu Eleições 2020

Rodrigo Manga (Republicanos) confirma favoritismo e é eleito em Sorocaba

Vereador do Republicanos derrotou a atual prefeita Jaqueline Coutinho (PSL)

Ribeirão Preto

Vereador há dois mandatos, Rodrigo Manga (Republicanos), 40, foi eleito neste domingo (29) prefeito de Sorocaba para os próximos quatro anos, confirmando o favoritismo apresentado no primeiro turno da eleição municipal, há duas semanas.

Manga obteve 52,58% dos votos válidos neste domingo, conforme o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), e derrotou a atual prefeita, Jaqueline Coutinho (PSL), 54, que alcançou 47,42% dos votos válidos.

No último dia 15, Manga avançou ao turno final com 39,42% dos votos válidos, 116.020 votos, enquanto a prefeita passou com 16,63% (48.955), menos de um ponto percentual à frente do ex-deputado estadual Raul Marcelo (PSOL), que obteve 15,87%.

Manga disputou sua primeira eleição aos 32 anos, em 2012, quando foi eleito vereador pelo PP, o sexto mais votado da Câmara, com 4.778 votos, 1,53% dos votos válidos.

Rodrigo Manga com apoiadoras durante a campanha em Sorocaba
Rodrigo Manga com apoiadoras durante a campanha em Sorocaba - Divulgação

Quatro anos depois, pelo DEM, foi o mais votado, com 3,86% dos votos válidos —11.471, no total.
Chegou à eleição deste ano com a maior coligação de Sorocaba, composta por oito partidos (Republicanos, PL, PROS, PP, PRTB, PSD, PTC e PSB), ante os cinco da prefeita (PSL, MDB, PSC, PSB e Patriota).

Jaqueline foi eleita vice-prefeita em 2016 pelo PTB, na chapa com José Crespo (DEM), 65, mas assumiu a prefeitura após o titular ter sido cassado depois de ser investigado por uma CP (Comissão Processante) devido a supostas irregularidades na contratação de voluntários.

Com sua derrota, o PSL, partido pelo qual o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disputou a eleição de 2018, não conseguiu vencer a disputa mais importante que a legenda tinha neste domingo no país. A outra participação da sigla no segundo turno foi também em uma cidade paulista, Praia Grande.

A campanha no interior foi marcada pela ausência da figura do governador João Doria (PSDB) até mesmo entre os favoritos.

A eleição em Sorocaba contou com oito candidatos neste ano no primeiro turno. Também participaram da disputa o ex-deputado Raul Marcelo (PSOL), 41, a deputada estadual Maria Lúcia (PSDB), 69, o médico Leandro Fonseca (DEM), 41, os professores Flaviano Lima (Avante), 51, e Renan Santos (PDT), 35, e o jornalista Carlos Peper (Solidariedade), 59.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.