Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
03/06/2011 - 22h10

Exclusivo: Palocci diz que ninguém provou irregularidades

Publicidade

DE SÃO PAULO
DE BRASÍLIA

Em entrevista à Folha nesta sexta-feira (3), o ministro Antonio Palocci (Casa Civil) atribuiu as acusações a ele a uma "luta política" e disse que ninguém provou qualquer irregularidade na sua atuação com a consultoria Projeto.

"Não é por acaso que até agora ninguém apresentou qualquer fato concreto que possa sugerir algum desvio de conduta meu ou uma irregularidade nas atividades da empresa. Até agora não vi nenhuma acusação concreta, só luta política."

Opine: O que você acha das explicações?
Palocci à Folha: 'Nunca escondi minhas atividades'
Para PPS, entrevista não desobriga Palocci a falar ao Congresso
Convocação de Palocci foi decidida no 'visual', afirma deputado
Dilma diz que não se pode ser 'refém do medo e da timidez'

Palocci multiplicou seu patrimônio 20 vezes nos últimos quatro anos, usando os rendimentos da consultoria para comprar um apartamento de luxo e um escritório em São Paulo, como a Folha revelou no dia 15 de maio.

A empresa faturou R$ 20 milhões no ano passado, quando Palocci chefiou a campanha de Dilma à Presidência e acumulou seus negócios como consultor com o exercício do mandato de deputado federal.

Palocci se recusa a revelar os nomes dos clientes e outros detalhes sobre sua empresa alegando que os contratos da Projeto tinham cláusulas de confidencialidade e a exposição de seus clientes poderia prejudicá-los.

A revelação do enriquecimento de Palocci abriu uma crise no governo, criando embaraços para o principal articulador político de Dilma e expondo a fragilidade da sua base de apoio no Congresso.

Leia a entrevista na íntegra na Folha deste sábado (4).

Assine a Folha

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página