EUA tentam despontar na corrida do 5G contra a China

Setor reclama de excesso de impostos e leis para acelerar o desenvolvimento da tecnologia

Ricardo Ampudia
Los Angeles

Os Estados Unidos querem vencer a corrida pelo 5G com a China, mas reclamam da carga pesada que precisam carregar para correr bem. Essa foi a t√īnica da abertura do Mobile World Congress America, feira do setor de telecom que re√ļne o setor em Los Angeles nesta semana.

Na confer√™ncia de abertura, em tom de lobby, Marcelo Claure, executivo da operadora Sprint, atrelou o desenvolvimento do 5G no pa√≠s √† fus√£o da Sprint com a T-Mobile, um neg√≥cio de mais de US$ 26 bilh√Ķes, em an√°lise pelas autoridades anti-truste do pa√≠s.

Símbolo do 5G em na feira Mobile World Congress, que aconteceu em fevereiro em Barcelona - Yves Herman/Reuters

Ele usou o exemplo da China, que estuda fundir suas duas maiores operadoras de telefonia m√≥vel, a Unicom e a China Telecom ‚ÄĒo que criaria uma empresa com valor de mercado de cerca de US$ 70 bilh√Ķes, segundo a Bloomberg‚ÄĒ para acelerar a implementa√ß√£o do 5G.

‚ÄúPara investir os US$ 40 bilh√Ķes que planejamos para os pr√≥ximos anos e levar 5G para toda a Am√©rica, precisamos que autorizem a nossa fus√£o‚ÄĚ, disse.

Meredith Baker, presidente-executiva do CTIA, associa√ß√£o do setor de comunica√ß√Ķes sem fio nos EUA, tocou em um problema comum ao Brasil: entraves legislat√≥rios. Segundo ela, a nova tecnologia demandar√° cinco vezes mais estrutura do que a atual e prev√™ a instala√ß√£o de 150 mil novas antenas para a consolida√ß√£o do 5G no pa√≠s.

‚ÄúN√≥s estamos prontos. As operadoras conseguem instalar uma antena em quest√£o de horas, mas a aprova√ß√£o para que isso aconte√ßa pode demorar semanas. O governo precisa agir na mesma velocidade que a da ind√ļstria‚ÄĚ.

O presidente do conselho da GSMA, Sunil Bharti Mittal, fez coro √†s cr√≠ticas √† morosidade e regulamenta√ß√£o do mercado. Ele diz que os governos precisam ter mais simpatia ao desenvolvimento do 5G, tendo em vista os benef√≠cios que ela traria no setor de servi√ßos. ‚ÄúSomos uma das ind√ļstrias mais taxadas do mundo. Do jeito como est√°, n√£o temos um modelo de neg√≥cio sustent√°vel‚ÄĚ, comentou Bharti, que pediu mais flexibilidade e menos taxa√ß√£o sobre investimentos para tornar ‚Äúo sonho do 5G em realidade‚ÄĚ.

O jornalista viajou a convite da GSMA

Tópicos relacionados

Coment√°rios

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.