Porto Seguro passa a atrair famílias de olho em resorts e um pouco de história

IVAN RIBEIRO
ENVIADO ESPECIAL A PORTO SEGURO

Porto Seguro já não é mais sinônimo apenas de turismo de formatura. Antes, a maioria dos frequentadores da cidade eram estudantes do ensino médio. Atualmente, famílias inteiras buscam o sol do sul da Bahia.

Os hotéis estão preparados para receber crianças. Alguns nem cobram a estadia dos pequenos, a depender da idade.

E as opções de passeios vão de atrações históricas, ligadas à chegada dos portugueses, a parques aquáticos.

Na parte alta de Porto Seguro, fica o marco de posse, uma peça de mármore instalada pela Coroa portuguesa para registrar a propriedade dos colonizadores.

A mesma região abriga a igreja Nossa Senhora da Pena, a padroeira da cidade, do século 18. A entrada é gratuita e há visitas guiadas.

Se a ideia é aplacar o calor, vale dar um pulo na vizinha Arraial d'Ajuda –basta pegar a balsa que faz a travessia do rio Buranhém.

A vila abriga o Arraial d'Ajuda Eco Parque, que conta com piscinas de ondas e toboáguas. Crianças com menos de um metro de altura não pagam entrada.

Crédito: Ivan Ribeiro/Folhapress Índios pataxó durante demonstração de cabo de guerra na reserva da Jaqueira, em Porto Seguro, onde visitantes podem ver de perto (e participar) diversos costumes da etnia, incluindo danças e pintura corporal; a entrada custa R$ 40
Índios pataxó durante demonstração de cabo de guerra na reserva da Jaqueira, em Porto Seguro, onde visitantes podem ver de perto (e participar) diversos costumes da etnia, incluindo danças e pintura corporal; a entrada custa R$ 40
Crédito: Ivan Ribeiro/Folhapress Área de lojas na parte alta de Porto Seguro, que concentra atrações relacionadas ao descobrimento, como o marco de posse; a região foi tombada pelo Iphan em 1968
Área de lojas na parte alta de Porto Seguro, que concentra atrações relacionadas ao descobrimento, como o marco de posse; a região foi tombada pelo Iphan em 1968
Crédito: Ivan Ribeiro/Folhapress Interior da igreja Nossa Senhora da Pena, também na parte alta da cidade; finalizada em 1773, a construção conta com uma torre em louça trazida de Macau e imagens dos séculos 16 e 17
Interior da igreja Nossa Senhora da Pena, também na parte alta da cidade; finalizada em 1773, a construção conta com uma torre em louça trazida de Macau e imagens dos séculos 16 e 17
Crédito: Ivan Ribeiro/Folhapress Visitante em tirolesa no Arraial d'Ajuda Eco Parque, que, além da estrutura com piscinas de ondas, dá acesso à praia do Mucugê
Visitante em tirolesa no Arraial d'Ajuda Eco Parque, que, além da estrutura com piscinas de ondas, dá acesso à praia do Mucugê

O jornalista viajou a convite da Secretaria de Turismo de Porto Seguro

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.