Descrição de chapéu Álbum de viagem

Hindus celebram Shiva com leite, mel, mantras e maconha

Festival para lembrar o casamento da divindade com a deusa Parvati acontece no Nepal e na Índia

São Paulo

Hindus celebraram na última sexta-feira (21) o Maha Shivaratri (Grande Noite de Shiva), um dos mais importantes festivais da religião.

A cerimônia acontece uma vez por ano, em fevereiro ou março, dependendo da posição lunar, no Nepal e na Índia. Nela, homenageia-se Shiva, uma das principais deidades do hinduísmo, considerado o senhor da destruição, da transformação e da renovação —e suposto precursor da ioga. A festa relembra seu casamento com a deusa Parvati.

Os devotos passam a noite em vigília e desfilam pelas ruas com fantasias, rezam, meditam, jejuam, visitam templos, cantam mantras e fazem oferendas para Shiva —especialmente leite, manteiga, iogurte, mel e açúcar. 

Os sadhus (homens sagrados do hinduísmo) também consomem maconha durante a festa. A droga não é legalizada nos países, mas é tolerada em celebrações tradicionais. 

"O mundo precisa de felicidade, e não apenas de prosperidade. Ganhos materiais, sozinhos, não a trazem. É necessário mais, e é isso que Shiva nos ensina", disse o vice-presidente da Índia, Venkaiah Naidu, a uma multidão durante as celebrações em um templo de ioga em Coimbatore, cidade no sul do país.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.