Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
27/02/2011 - 12h21

Casarões da avenida Brigadeiro enfrentam decadência

Publicidade

DE SÃO PAULO

Construídos na virada do século passado, muitos dos casarões em estilo eclético da avenida Brigadeiro Luís Antônio, no trecho que corresponde ao bairro da Bela Vista, centro de São Paulo, estão em franca decadência. A informação é de reportagem de Vanessa Corrêa publicada na edição deste domingo da Folha (íntegra disponível para assinantes do jornal e do UOL).

Veja fotos dos casarões na Brigadeiro

A maior parte desses casarões hoje é tombada pelo patrimônio histórico. Mas a medida, que por um lado impediu que fossem demolidos para dar lugar a estacionamentos e prédios ou que fossem descaracterizados, não os protegeu da degradação.

Na famosa avenida, na esquina com a rua Santa Madalena, um casarão que abrigava uma escola de inglês está desocupado há três anos.

Nesse meio tempo, foi invadido, desocupado e seu estado de conservação piorou muito. O forro de gesso da cobertura de suas varandas está se soltando, assim como placas do reboco da fachada.

Embora o imóvel esteja em região comercial e valorizada, e possa ser modificado por dentro se a fachada for mantida, ainda não apareceu empresário interessado em pagar R$ 1,7 milhão para ter seu negócio ali.

Joel Silva/Folhapress
Casarão tombado na esquida da Brigadeiro com a rua Santa Madalena está à venda por R$ 2,5 milhões
Casarão tombado na esquida da Brigadeiro com a rua Santa Madalena está à venda por R$ 2,5 milhões
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página