Saltar para o conteúdo principal Saltar para o menu

Melhor estádio da Copa será o do Corinthians, diz Lula ao visitar arena do DF

Publicidade

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva iniciou nesta quarta-feira, em Brasília, uma série de visitas que deve fazer aos estádios da Copa-2014, e disse que a arena da capital está à altura de Mané Garrincha, nome da arena que a Fifa vetou para a competição.

Na visita, Lula não falou com a imprensa, mas parou para tirar fotos e conversar com operários da obra. Perguntado por um deles se o estádio de Brasília era melhor que o Maracanã, o ex-presidente elogiou a arena da capital, mas disse que a do Corinthians é melhor.

Sérgio Lima/Folhapress
Lula e o governador DF, Agnelo Queiroz
Lula e o governador DF, Agnelo Queiroz

"Esse estádio [de Brasília] deixa o torcedor mais perto do jogador. A impressão que tenho é que é um pouco mais inclinado e vai permitir que o torcedor esteja mais próximo do jogador. Mas ainda tem muitos outros estádios que eu quero visitar e depois vou fazer uma avaliação. Ainda não está pronto, mas eu penso que o melhor vai ser o do Corinthians", disse o corintiano Lula, que arrancou algumas risadas.

A afirmação do ex-presidente vem no dia em que a Fifa, novamente, pressionou e se mostrou preocupada com as obras no Itaquerão.

Apesar da brincadeira, a arena de Brasília e de São Paulo tiveram uma disputa interna para abrir a Copa do Mundo. Brasília foi candidata junto com o Morumbi e chegou a anunciar que reduziria a capacidade do estádio caso não fosse escolhida. O estádio do São Paulo acabou fora do evento, Brasília manteve a capacidade para 70 mil torcedores e, mesmo assim, perdeu a disputa para o novo estádio do Corinthians, que começou a obra bem depois da arena da capital.

O ex-presidente Lula disse ainda aos operários que é "é importante a Fifa vir aqui para ver que nós fazemos melhor que os outros".

Como a Folha revelou, a Fifa vetou o nome Mané Garrincha para o estádio de Brasília durante a Copa das Confederações e Copa do Mundo. Uma placa de identificação a caminho da arena, por exemplo, apresenta o "Estádio Nacional de Brasília". A entidade argumenta que as competições são de "interesse internacional" e que deve "manter a consistência dos nomes dos estádios".

Na visita desta quarta-feira, Lula defendeu o nome Mané Garrincha. "Estou surpreso com a qualidade do estádio. Eu não tinha a dimensão que o Mané Garrincha estaria assim e é digno do nome Mané Garrincha. Eu não sei poderia ter uma homenagem melhor ao Garrincha do que um campo dessa qualidade com o nome dele. Já era o nome dele, mas agora ficou mais Mané Garrincha".

Livraria da Folha

Publicidade
Publicidade

Siga a folha

Publicidade

Livraria da Folha

Publicidade
Publicidade

Folha Shop

Ford Fiesta Ford Fiesta Confira aqui! A partir de R$ 15.749

Notebook Notebook LED, HDMI e USB, a partir de 14x de R$ 62,23

Home Theater | Tênis | Mais...

Voltar ao topo da página