Saltar para o conteúdo principal Saltar para o menu

'Geração perdida' da seleção brasileira teve Zico, Sócrates, Falcão e Júnior

Mais opções
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
  • RSS

Zico e Júnior lideraram o maior Flamengo da história, tri brasileiro (1980-82-83) e campeão da Libertadores e do Mundial em 1981.

Falcão foi a estrela do Inter-RS campeão nacional em 1975, 76 e 79 e deu à Roma três títulos nos anos 1980.

Sócrates era o líder técnico e político da Democracia Corintiana, o time/movimento que, enquanto questionava a ditadura, ganhou os Paulistas de 1982 e 83.

Cerezo e Reinaldo levaram o Atlético-MG ao hexa mineiro entre 1978 e 83 e aos vices brasileiros de 1977 e 80.

Careca foi campeão brasileiro com o Guarani em 1978, brilhou no São Paulo e fez com Maradona a dupla que deu três títulos ao Napoli.

Respeitados até por torcedores de outros clubes, ficaram conhecidos, porém, como a "geração perdida", que nunca ganhou Copa do Mundo ou Copa América.

Parte da geração foi "campeã moral" na Argentina em 1978 (3º lugar invicto) e parte caiu nas Copas de 1982 e 86.

Apesar da falta de títulos, esses jogadores tiveram participações históricas. Sócrates foi capitão na Copa de 1982; Zico é o quarto maior goleador da seleção.

Mais opções
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
  • RSS

Livraria da Folha

Publicidade
Publicidade

Siga a folha

Publicidade

+ Livraria

Livraria da Folha

Jogo Roubado
Brett Forrest
De:
Por:
Comprar
Festa Brasil (DVD)
Vários
De:
Por:
Comprar
The Yellow Book
Toriba Editora
De:
Por:
Comprar
Futebol Objeto das Ciências Humanas
Flávio de Campos (Org.), Daniela A.
De:
Por:
Comprar
Seleção Brasileira
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Voltar ao topo da página