Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
21/09/2008 - 12h59

Greve da Polícia Civil de SP chega ao 6º dia com 80% de adesão, segundo movimento

Publicidade

Colaboração para a Folha Online

O comando de greve da Polícia Civil de São Paulo estima em 80% a adesão dos Distritos Policiais na Grande São Paulo. No interior do Estado, os grevistas dizem que 100% dos DPs estão apoiando o movimento. A paralisação, iniciada na última terça-feira (16), chega ao sexto dia neste domingo.

O governo do Estado, porém, afirma que a adesão na cidade de São Paulo foi de menos de 30% das delegacias. No interior do Estado, a paralisação é inferior a 40%, segundo a SSP (Secretaria da Segurança Pública).

A partir de segunda-feira (22), lideranças do movimento afirmam que irão seguir o governador José Serra (PSDB) para pressioná-lo a um acordo. De acordo com a Adpesp (Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo), o governo do Estado não fez nenhum esforço para resolver o impasse salarial com o movimento.

O secretário de Segurança Pública, Ronaldo Marzagão, determinou na sexta-feira (19) que o comandante-geral da Polícia Militar de São Paulo, coronel Roberto Antonio Diniz, oriente seus subordinados a fazer o BOPM (Boletins de Ocorrência da Polícia Militar) e encaminhem o caso a um promotor público, caso tenham dificuldades para registrar ocorrências nos distritos policiais do Estado.

No mesmo dia, o secretário prometeu punir os policiais civis que aderirem à greve com desconto no salário dos dias não trabalhados. "Todos os policiais civis escalados estão em suas unidades. Não há nenhuma falta", rebate o presidente da Adpesp, Sérgio Marcos Roque.

Os policiais entraram em estado de greve no dia 13 de agosto, quando fizeram paralisação de apenas sete horas. Eles reivindicam aumento salarial de 15% neste ano e reajustes de 12% nos dois anos seguintes. A pauta de reivindicações inclui outros itens como a eleição direta para delegado-geral. O governo ofereceu um investimento de R$ 500 milhões na folha de pagamento em 2009.

Comentários dos leitores
Helen Catalano (1) 24/11/2008 08h54
Helen Catalano (1) 24/11/2008 08h54
Como comentar algo tão ridículo quanto à atitude do nosso deputado?
Tudo que posso afirmar é ele e sua corja de ladrões merecem passar por um terço do que nossos policiais passam todos os dias e apenas depois terão qualificação para julgar a atitude extrema que nossos valorosos prestadores foram obrigados a tomar.
Mais uma vez estes seres de abissal coragem mostraram sua força e determinação.
Aos policiais civis deste estado que empenho total apoio de admiração meus parabéns pela intrepidez que lidaram com mais este obstáculo.
1 opinião
avalie fechar
roney gentil (1) 17/11/2008 09h15
roney gentil (1) 17/11/2008 09h15
quem não gosta da Policia?? Bandidos??só?? 1 opinião
avalie fechar
wilson roberto david mota (3) 16/11/2008 22h05
wilson roberto david mota (3) 16/11/2008 22h05
nada a comentar 1 opinião
avalie fechar
Comente esta reportagem Veja todos os comentários (808)
Termos e condições
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página