Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
19/01/2012 - 19h45

Petróleo cai com menor demanda por gasolina nos EUA em 10 anos

Publicidade

DE SÃO PAULO

Os contratos futuros de petróleo mudaram de direção ao longo da tarde desta quinta-feira e acabaram encerrando em leve baixa, mesmo diante da redução dos estoques americanos de petróleo cru em 3,4 milhões de barris na semana passada, o que contrariou a expectativa dos analistas de uma alta de 3 milhões de barris nos estoques.

Em Nova York, o contrato do WTI para entrega em fevereiro fechou em baixa de US$ 0,20, cotado a US$ 100,39 , enquanto o vencimento de março recuou US$ 0,22, para US$ 100,54. Já em Londres, o Brent de março subiu US$ 0,89, para US$ 111,557, e o contrato de abril ganhou US$ 0,85, para US$ 111,42.

O que fez os contratos inverterem o sinal foi outro dado do relatório divulgado pelo Departamento de Energia dos EUA (DOE, na sigla em inglês). A demanda por gasolina caiu para 8 milhões de barris por dia, menor nível desde setembro de 2001. As reservas do combustível, por sua vez, aumentaram em 3,717 milhões de barris na semana passada, para 227,520 milhões de barris.

Mais cedo, o mercado repercutiu a queda inesperada nos pedidos de seguro-desemprego nos EUA, o que pode ser um sinal de melhora da economia do país. O número de pedidos de seguro-desemprego caiu em 50 mil, para 352 mil, na semana terminada em 14 de janeiro. Esse foi o maior declínio em uma semana desde 24 de setembro de 2005.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página