Quatro filmes com desastres ambientais que imaginam o mundo de amanhã

Longas podem ser vistos em plataformas como Netflix e Google Play

São Paulo

O dia depois de amanhã (2004)

Mudanças climáticas extremas modificam a vida da humanidade, gerando uma nova era glacial. nesse cenário, o paleoclimatologista Jack Hall (Dennis Quaid) —que havia alertado para riscos do
aquecimento do planeta— parte para nova York para buscar seu filho Sam (Jake Gyllenhaal). 

ONDE: Apple Itunes


IO - O último da terra (2019)

Em uma terra em colapso ondeoar se torna irrespirável, sam (Margaret Qualley), uma jovem cientista, é uma das últimas pessoas que restam. após conhecer um homem determinado a pegar o último transporte para deixar o planeta, que está sendo evacuado, ela precisa decidir se vai se juntar ao restante da humanidade.  

ONDE: Netflix


Interestelar (2014)

No futuro da terra, onde pragas destruíram as lavouras e os recursos naturais estão próximos do fim, uma equipe de cientistas viaja por buracos de minhoca pelo universo para tentar encontrar um planeta que possa ser uma nova casa para a humanidade. O filme tem a direção de Christopher nolan, de “a origem” (2010).

ONDE: Amazon Prime Video, Google Play, Apple iTunes

O buraco negro Gargântua, do filme "Interestelar"
O buraco negro Gargântua, do filme "Interestelar", lançando em 2014 por Christopher Nolan - Divulgação

Indomável Sonhadora (2012)

Hushpuppy (Quvenzhané Wallis), uma menina de seis anos, é confrontada com os problemas de saúde de seu pai, Wink (Dwight Henry), e com uma grande inundação na comunidade pobre onde eles vivem, no delta do Mississippi, sul dos EUA. o papel rendeu a Wallis indicação ao Oscar de melhor atriz, aos nove anos

ONDE: Não disponível

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.