Painel

Editado por Fábio Zanini, espaço traz notícias e bastidores da política. Com Guilherme Seto e Danielle Brant

Salvar artigos

Recurso exclusivo para assinantes

assine ou faça login

Painel

Igreja Universal usa jornal para fazer campanha contra Lula e o PT

Folha Universal, com tiragem de 1,7 milhão de cópias, associa ex-presidente a inferno e a totalitarismo

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

A Igreja Universal do Reino de Deus tem utilizado seu jornal impresso semanal para desferir ataques a Luiz Inácio Lula da Silva e ao PT. A despeito de atritos recentes, a igreja do bispo Edir Macedo é apoiadora de Jair Bolsonaro (PL), que hoje está em segundo lugar nas pesquisas de intenção de voto, atrás do ex-presidente petista.

A Folha Universal, que completou 30 anos de existência neste mês e tem tiragem de 1,7 milhão de exemplares, tem publicado seguidos textos que contêm ataques ao principal concorrente eleitoral do atual presidente.

Alguns artigos, embora identificados como "editoriais" são assinados pelo advogado Denis Farias, do Pará, que é fiel da igreja e já ocupou cargo em governo do Republicanos, partido associado à denominação neopentecostal. Outros não têm assinatura.

Em nota, a assessoria de comunicação da Universal diz que "todo texto de opinião assinado pelo autor que é publicado na Folha Universal, ou em qualquer jornal, sempre reflete o ponto de vista de quem o redigiu, e pode, ou não, coincidir com as convicções do veículo."

Editorial da Folha Universal com ataques a Lula e ao PT
Editorial da Folha Universal com ataques a Lula e ao PT - Reprodução/Folha Universal

Os editoriais são considerados espaços nobres e de destaque, nos quais são publicados textos que expressam a visão consolidada de um jornal.

Em sua edição desta semana, a Folha Universal apresenta o editorial "As Portas do Inferno Não Prevalecerão…", assinado por Farias.

O texto abre com uma citação: "Jesus Cristo encorajou o apóstolo Pedro e seus discípulos, garantindo que as portas do inferno não prevalecerão contra a igreja que Ele iria edificar (Mateus 16:18)".

O artigo então segue para exemplos de governos comunistas e socialistas, inspirados pelas "ideias satânicas de Karl Marx", que se voltaram contra o Evangelho e passaram a perseguir os cristãos.

O autor diz que, no Brasil. "temos a chance de deter o avanço do comunismo e do socialismo". A forma de fazer isso seria "rechaçando nas urnas Lula e a sua legião de partidos de esquerda nas eleições para presidente e para o Congresso Nacional. Tal como para as demais casas legislativas e governos estaduais."

A tiragem desta edição é de 1,7 milhão de exemplares. Em 2021, a igreja publicou 80.016.875 de cópias da Folha Universal.

Na edição da semana de 27 de fevereiro, editorial intitulado "Nazismo e Comunismo: Duas Faces da Mesma Moeda" diz que os dois nascem do mesmo tronco, são totalitários e têm a mesma face: "opressão, abusos, controle absoluto, perseguição e morte de qualquer opositor".

Também assinado por Farias, o texto então associa Lula e o PT ao comunismo e diz que o povo dará a eles o recado nas urnas.

Editorial da edição de 23 de janeiro, desta vez sem assinatura, tem o título de "Argentina e Chile: Alerta Vermelho", e diz que, se não tomar cuidado, o Brasil pode eleger um presidente esquerdista. O texto diz que a esquerda se alimenta da polarização do povo e do caos, e que por isso coloca a população contra os militares ou qualquer outra "organização civilizada".

"Se o Brasil não tomar cuidado, passará logo a ver os mesmos desmoronamentos por aqui, mesmo já sabendo o que o PT causou ao país (e agora atribui ao governo atual, que teve que lidar com os estragos, sendo que o povo tem que lidar com eles todos os dias). O ‘alerta vermelho’ está aceso e a realidade fala por si. Não vê quem não quer ou finge que não vê porque lucra com isso", diz o material.

No editorial "Sem máscara e com as garras de fora", de janeiro, Farias escreve no editorial que "Lula tornou-se o símbolo da corrupção e da degradação da família cristã e a sociedade não aceita mais a sua volta ao poder."

No mesmo mês, como mostrou o Painel, a Folha Universal publicou um texto apócrifo que afirma que não é possível ser cristão e de esquerda.

As críticas atuais da Universal contrastam com sua postura no passado. Em eleições anteriores, a Universal apoiou governos do PT, inclusive indicando um de seus principais líderes, Marcelo Crivella, como ministro da Pesca da presidente Dilma Rousseff.

Em 2010, publicou um texto em que listava sete razões para votar em Dilma Rousseff (PT).

Segundo esse texto, os fiéis deveriam ir às urnas com consciência de que "é hora de uma mulher no governo". Dilma tem uma vivência a mais: conheceu "na pele o que é democracia" por ter "as cicatrizes da tortura na sua luta por justiça e liberdade nos tempos da ditadura", argumentava a Universal.

Ainda em sua nota, o departamento de comunicação da Universal diz ao Painel que "com 30 anos de história, a Folha Universal é um veículo jornalístico institucional e privado, que também exerce uma importante missão evangelizadora."

"Dessa forma, é um absurdo que se pretenda questionar quais articulistas podem ter espaço na Folha Universal. Ou será que a Igreja Universal do Reino de Deus também deveria contestar a escolha dos colunistas que essa 'Folha de S. Paulo' abriga em suas páginas?", completa.

LINK PRESENTE: Gostou deste texto? Assinante pode liberar sete acessos gratuitos de qualquer link por dia. Basta clicar no F azul abaixo.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.