Painel

Editado por Guilherme Seto (interino), espaço traz notícias e bastidores da política. Com Catarina Scortecci e Danielle Brant

Salvar artigos

Recurso exclusivo para assinantes

assine ou faça login

Painel

Crítica de Lula a corte internacional destoa de defesa para que julgue Bolsonaro

Presidente disse na Índia que vai procurar saber por que Brasil aderiu ao TPI

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e lideranças do PT manifestaram-se favoravelmente ao Tribunal Penal Internacional (TPI) nos últimos anos, ao defenderem que a corte julgue Jair Bolsonaro (PL) por crimes contra a humanidade relacionados à pandemia.

O presidente Lula fala à imprensa na Índia - Anushree Fadnavis/Reuters

A posição destoa da crítica que Lula fez ao TPI nesta segunda-feira (11) na Índia. O líder brasileiro atacou o fato de o país ter aderido à corte, criada em 2002, e disse que vai procurar saber por que isso aconteceu.

"Qual é a grandeza que fez o Brasil tomar essa decisão de ser signatário?. Os países do Conselho de Segurança da ONU não são signatários, só os bagrinhos assinam." Ele se referia à possibilidade de o presidente russo, Vladimir Putin, ser preso caso venha ao Brasil para um encontro do G20 no ano que vem, uma vez que foi indiciado pelo TPI por conta da invasão à Ucrânia.

Em abril, durante visita à Espanha, Lula disse que "um dia [Bolsonaro] será julgado em tribunal internacional pela atuação na pandemia". Embora não tenha mencionado o TPI pelo nome, essa é a única corte internacional em que uma pessoa física pode ser julgada por crimes contra a humanidade.

A possibilidade de denunciar Bolsonaro ao TPI também foi tema da CPI da Covid, em que senadores petistas e alinhados a Lula tiveram destaque. Em fevereiro de 2022, um grupo de parlamentares foi até Haia (Holanda), sede da corte, para formalmente fazer a acusação contra o hoje ex-presidente. Entre eles estavam Randolfe Rodrigues (sem partido-AP), líder do governo no Congresso, e Humberto Costa (PT-PE).

Em setembro de 2021, juristas encontraram membros da CPI para debater formas de levar o caso até a corte internacional. Um dos participantes da reunião foi o senador Rogerio Carvalho (PT-SE), que defendeu esta possibilidade.

Bolsonaro também foi denunciado ao TPI por entidades simpáticas a Lula, como a Apib (Articulação dos Povos Indígenas do Brasil) e a Associação Juízes pela Democracia.

LINK PRESENTE: Gostou deste texto? Assinante pode liberar cinco acessos gratuitos de qualquer link por dia. Basta clicar no F azul abaixo.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.