Descrição de chapéu Obituário Melino Campos (1986 - 2019)

Mortes: Fã do Fofão, animador de 'trem da alegria' rodou o país

Melino Campos sofreu acidente enquanto dançava a bordo de carreta no ES

Mariana Zylberkan
São Paulo

O menino que cresceu em Governador Valadares (MG) tinha pressa em completar 18 anos para fazer parte dos "trenzinhos da alegria", carretas iluminadas que divertem gerações de crianças com música alta e dançarinos com máscaras de personagens infantis famosos. 

A cidade mineira é difusora da modalidade que se tornou popular nas redes sociais após vídeos da Carreta Furacão, a mais famosa, viralizarem. A profusão de carretas pelas ruas da cidade estimulou a prefeitura a regularizar a atividade há alguns anos. 

Melino Campos sofreu acidente em carreta enquanto dançava como Fofão
Melino Campos sofreu acidente em carreta enquanto dançava como Fofão - Reprodução/Facebook

Assim que atingiu a maioridade, Melino Campos conseguiu o emprego que tanto queria. Entre tantos personagens, como Mickey, Popeye e Capitão América, Melino escolheu se fantasiar como Fofão durante as muitas apresentações que fez pelo país.  A que ele fazia parte se chamava "carreta luxúria".  ​

​Melino fazia questão de que sua máscara de Fofão tivesse cabelos vermelhos bem compridos, feitos com fios de lã, para arrastar no chão quando se pendurava de ponta-cabeça na borda da carreta em movimento, ou dava cambalhotas no ar. Quanto mais irreverente o movimento, maior era a empolgação dos passageiros.

Foram mais de 15 anos rodando por pequenas cidades do país a bordo de carretas até o fim do ano passado, quando ele aportou em Saquarema (RJ) para novas apresentações e conheceu a namorada, Renata Bravo. 

O casal planejava o noivado quando, em 29 de março, durante uma apresentação em Ecoporanga (ES), Melino, 32, se desequilibrou da carreta em movimento ao posar para uma foto e caiu.

Os pneus do veículo atingiram sua cabeça, e a máscara do Fofão ficou despedaçada no asfalto enquanto as crianças gritavam que o personagem tinha morrido, segundo testemunhas. 

No velório, amigos e familiares o homenagearam e dispuseram a máscara de Fofão sobre o caixão. "Teve que ser a que ele não gostava, de cabelo curto, porque a outra quebrou", diz Renata. 

Melino deixa duas irmãs, a mãe e a namorada, Renata. 

coluna.obituario@grupofolha.com.br

Veja os anúncios de mortes

Veja os anúncios de missas​​ 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.