Descrição de chapéu Coronavírus

Contra pandemia, estados cancelam aulas, compram mais insumos de saúde e decretam emergência

UFRJ, redes estadual e municipal do Rio e estadual de Tocantins suspenderam funcionamento das classes

Rio de Janeiro , Recife, Porto Alegre , Curitiba e Belo Horizonte

Diante da pandemia do novo coronavírus​ Sars-CoV-2, com 98 confirmações no Brasil até esta sexta-feira (13), estados suspenderam aulas, anunciaram a compra de mais insumos de saúde e até decretaram situação de emergência, esses últimos casos de Minas Gerais, Goiás e Paraíba.

As aulas foram suspensas por 15 dias, a partir de segunda, nas escolas estaduais e municipais do Rio, e de 16 a 20 na rede estadual de Tocantins e na Unitins (Universidade Estadual do Tocantins). Depois da Unicamp e do curso de história da USP, também houve cancelamento de aulas pela UFRJ por 15 dias. Em Goiás, os colégios estaduais seguem abertos, mas a orientação para as escolas é de manterem portas e janelas abertas.

Na tarde desta sexta-feira (13), o governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania), decretou situação de emergência em virtude dos casos da Covid-19. O estado tem 13,32% de sua população acima de 60 anos, grupo mais vulnerável à doença.

O governador determinou o adiamento do início das plenárias do chamado orçamento democrático e de atividades do Executivo que envolvam a aglomeração de mais de cem pessoas.

Paraíba irá também pedir a antecipação, junto ao Ministério da Saúde, de vistoria de equipamento para que o estado realize os testes que detectam, em até 24 horas, a incidência do coronavírus. Foram 20 casos notificados; 13 ainda estão sob investigação.​

O Rio foi um dos estados com mais medidas anunciadas de combate à disseminação da Covid-19. O governador Wilson Witzel (PSC) determinou a redução de atendimento nas repartições públicas e suspensão de aulas nas escolas públicas e privadas, antecipando por 15 dias o recesso que seria nas férias, podendo ser prorrogáveis.

Também por 15 dias estão suspensos eventos esportivos e coletivos e restrição a visitas em unidades penitenciárias, incluindo as íntimas. O transporte de detentos foi igualmente suspenso.

Witzel se reuniu nesta tarde com empresários e representantes da cadeia de supermercados para tentar evitar algum desabastecimento na cidade. O governador ainda avisou que pretende conversar com donos de teatros e cinemas para explicar os procedimentos necessários.

"Determino por 15 dias a suspensão de eventos e atividades, ainda que previamente autorizados, que envolvam aglomeração de pessoas, tais como eventos esportivos, shows, feiras, comícios e passeatas em local aberto ou fechado. Também estamos determinando pelos próximos 15 dias a proibição de atividades coletivas, como cinemas, teatros e afins", disse o governador.

Após a confirmação do primeiro caso de transmissão local de coronavírus, a Secretaria da Saúde do Rio anunciou que vai adotar o nível 1 do plano de contingência do combate à pandemia de coronavírus. Com isso, o estado terá a disponibilidade de 206 leitos exclusivos para tratamento de casos graves de pessoas infectadas em hospitais espalhados pelas diversas regiões do Rio de Janeiro. Entre os agraciados, estão unidades municipais e federais, além da rede estadual de hospitais do Rio. O estado também vai providenciar 150 novos leitos em até 30 dias, e outros 150 em mais 30 dias.

No Rio Grande do Sul, desde os primeiros casos suspeitos de coronavírus, autoridades de saúde orientaram os gaúchos para que não compartilhem o chimarrão, bebida tradicional do estado. O mate é, culturalmente, tomado por várias pessoas que usam a bomba para sorver a infusão.

“O chimarrão tem que ser de uso pessoal, assim como talheres e copos. Deve-se evitar o compartilhamento. Já é comum, quanto tem algum sintoma de gripo, não participar da roda de chimarrão. Agora o cuidado é redobrado”, diz o secretário de Saúde de Porto Alegre, Pablo Stürmer.

Em Pernambuco, com dois casos confirmados do novo coronavírus e 38 ainda em investigação, o governo decidiu convocar 132 profissionais de saúde aprovados em concursos realizados em 2017 e 2018. Deste total, há 12 médicos infectologistas. Com a chegada dos novos servidores, vão ser abertos dez leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

Diante do avanço da doença, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), resolveu ampliar o comitê de monitoramento do covid-19. Ele determinou a integração de toda a equipe do governo à estrutura dos órgãos de saúde do estado.

O nível de alerta em Pernambuco aumentou após dois turistas a bordo de um cruzeiro de bandeira bahamenha, retido no porto do Recife, terem apresentado sintomas da doença. Os dois, que ainda estão esperando o resultado dos exames, estão internados em hospitais particulares da capital pernambucana.

Nesta quinta-feira, após a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) ser acionada, os 318 passageiros e 291 tripulantes foram impedidos de descer do navio.

No entanto, alguns deles passearam pelas ruas do centro do Recife na tarde de quinta-feira (12). Câmara decidiu proibir a atracação de cruzeiros em Pernambuco.

O prefeito do Recife, Geraldo Júlio, resolveu adiar o tradicional espetáculo do Boi Voador, que seria realizado neste domingo (15) como parte das comemorações do aniversário do município.

A XIII Cúpula Hemisférica de Prefeitos e Governos Locais, que seria realizada de 17 a 20 de março no Recife, também foi cancelada. Além disso, o seminário do Pacto Nacional pela Primeira Infância, que aconteceria 30 e 31 de março na capital pernambucana, acabou sendo adiado em consenso com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), parceiro na realização do evento.

Mato Grosso vai lançar edital para comprar emergencialmente insumos de estoque estratégico e EPI’s para profissionais da saúde. O estado tem nove casos suspeitos.

No Ceará, ainda sem confirmação de casos, o governo decidiu liberar emergencialmente R$ 45 milhões para compra de material de diagnóstico e insumos hospitalares.

Numa tentativa de impedir a escalada da doença na comunidade prisional cearense, equipes de saúde estão sendo encaminhadas aos presídios. Um dos principais objetivos é a triagem das visitas.

No Paraná, com seis casos confirmados, o secretário de saúde, Beto Preto, afirmou não há necessidade de cancelar eventos ou aulas. Mesmo assim, o Festival de Teatro de Curitiba, que iniciaria no final de março, foi adiado para setembro.

O maior evento de artes cênicas da América Latina tem expectativa de público de 200 mil pessoas e cerca de 2.400 trabalhando na sua promoção direta e indiretamente.

A UFPR, federal paranaense, que chegou a cogitar suspender aulas, agora vai deixar a decisão para este domingo, juntamente com outras três faculdades no estado --Positivo, PUC e UTFPR.

O clássico do futebol paranaense Atletiba (Athletico-PR x Coritiba) e outros jogos da rodada do campeonato estadual estão mantidos, mas com os portões fechados.

O Athletico, que está entre os times brasileiros na Copa Libertadores, também terá que esperar novas definições da Conmebol, que decidiu suspender o campeonato. O time teria uma partida com o Jorge Wilstermann, no próximo dia 17, em Cochabamba, na Bolívia.

De outro lado, bares e restaurantes do estado afirmam que abrirão normalmente no final de semana e cobram um posicionamento do governo estadual para acalmar a população.

Em meio à nova doença, o Paraná enfrenta ainda uma epidemia de dengue, com cerca de 52.000 casos e 37 mortes até então.

Em Roraima, diante de dois casos confirmados na Venezuela, o governador Antonio Denarium (PSL) consultou o governo federal sobre a possibilidade de fechar a fronteira com o país vizinho. Muitos venezuelanos, ao entrar no país, acabam em abrigos em Paracaima, cidade fronteiriça, e na capital, Boa Vista.

Em Minas, o governo Romeu Zema (Novo) decretou situação de emergência pela Covid-19. O decreto diz que podem ser adotadas determinações compulsórias para exames médicos, testes laboratoriais, coleta de amostras clínicas, vacinação e outras medidas. O decreto dispensa licitação para aquisição de bens, serviços e insumos de saúde.

“Estamos trabalhando com a possibilidade de compra de kits para potencializarmos outros tipos de leitos para uso como CTI. [O governo pode pedir ainda] adiamento de cirurgias eletivas, aquelas que não são de urgência, para ampliação da capacidade de atendimento dos pacientes com coronavírus”, diz o subsecretário de Políticas e Ações de Saúde, Marcílio Dias Magalhães.

Os dois casos confirmados em Minas são de pacientes que viajaram para fora do Brasil: uma mulher de 47, que foi para a Itália, e outra de 38, que esteve em Israel. Um foi confirmado no dia 8 de março e outro nesta quinta-feira.

Para prevenção de um surto no sistema prisional mineiro, a Secretaria de Justiça e Segurança Pública decidiu restringir as visitas a um visitante por preso, suspender visita íntima, visitas de idosos e reduzir o acesso de organizações da sociedade civil, como entidades religiosas. O estado tem 70 mil presos.

Colaboraram Fabiano Maisonnave, de Manaus, e Marcelo Toledo, de Ribeirão Preto

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.