Descrição de chapéu Dias Melhores Coronavírus

Designer distribui buquês de flores com cartões a desconhecidos em Uberlândia

Para ela, medida pode ser antídoto para ansiedade e temores presentes no mundo hoje

Stela Masson
UBERLÂNDIA

Assim como faz diariamente, a cuidadora Márcia Gomes de Oliveira saiu para levar as irmãs Liane, 34, e Laura, 30, ambas com síndrome neurológica, para passear numa praça próxima à casa onde residem, na área central de Uberlândia (MG).

Distraído pelo movimento matinal do lugar, o trio —que caminha sempre de mãos dadas— se surpreendeu ao notar um buquê de flores amarrado a um dos bancos vazios. Hesitaram sobre a finalidade do arranjo solitário; foi Liane, a mais velha, quem decidiu se aproximar.

Ao soltarem as mãos para tocar nas flores, descobriram também um bilhete: “Se você encontrou esse buquê é porque desejo que seu dia seja mais alegre e florido. Continue espalhando amor, por onde flor. Luiza Fiorito”.

mulher de máscara segura flores em arranjo encostado em pilar de ponto de ônibus
A designer floral Luiza Fiorito, 29, que deixa buquês com cartões para pessoas desconhecidas em Uberlândia (MG) - Arquivo pessoal

De longe, a designer floral e decoradora de eventos Luiza Fiorito, 29, observava toda a cena. Era o início da segunda edição dessa intervenção que ela está fazendo pela cidade mineira durante a pandemia do novo coronavírus.

Acostumada a assinar a decoração de casamentos, festas de 15 anos, eventos corporativos e cenários para lives, ela decidiu fazer exemplares de seus buquês, nos quais mistura rosas, astromélias, lírios, cravinas, folhagens de eucalipto e sementes, para dar a desconhecidos a alegria de viver um dia especial.

“Acredito que não exista presente mais carinhoso do que um arranjo de flor”, diz a criadora e realizadora do movimento Por onde Flor, Espalhe Amor. A cada saída, distribui seis arranjos.

“Deveria ter filmado para vocês verem alegria nos olhinhos delas. Ganhamos o dia”, conta a cuidadora Márcia, sobre o encontro do buquê. “Ainda caminhamos alegres com o arranjo pela praça e, chegando em casa, colocamos num vaso sobre a mesa. As flores duraram uma semana”, afirmou.

Dias antes, num ponto de ônibus da cidade, após uma jornada de trabalho que começara às 6h, a auxiliar de limpeza Ana Lúcia Gonçalves também teve uma surpresa marcante. Encontrou um buquê amarrado na pilastra do ponto, com um laço de fita e um cartão.

“A sensação foi maravilhosa. Especialmente nesses tempos em que a gente tem medo de sair de casa, mas precisa ir trabalhar, jamais esperava que alguém fosse se importar comigo, com meu dia”, disse Márcia, que passou por complicações no parto de sua última filha e passou um mês em coma induzido devido a uma septicemia.

“Ao ver o bilhete e ter a certeza de que o buquê era meu, lembrei de todas as minhas superações e me senti única, em paz, com esperança de que tudo vai dar certo.”

Espalhar esperança foi o insight que fez Luísa decidir confeccionar e distribuir os buquês de flores em pontos estratégicos da cidade. “Todo o mundo está precisando de alegria e afeto para superar cada dia de incertezas."

Formada em design floral pela academia Flower School London, na Inglaterra, Luiza conta que estuda e testa novos buquês diariamente; "não existem ramalhetes iguais”, diz. Suas pesquisas transitam pela arte, música, livros, trabalhos de outros decoradores e arquitetura de interiores, além da própria prática.

Entusiasmados com o movimento Por onde Flor, Espalhe Amor, o marido e o sogro de Luiza decidiram patrocinar a confecção de mais cem buquês; ela já deu início à terceira edição do programa. “Agora vamos contemplar os profissionais da saúde, entregadores motorizados e coveiros, entre outros cujos trabalhos não podem parar, mesmo nas condições adversas que o mundo atravessa.”

Para Luiza, os buquês podem ser um antídoto para a ansiedade e os temores tão presentes nesses dias. Ela espera que os arranjos deixem "sementes de esperança no coração de quem os recebe.”

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.