Homem joga gás de pimenta em apartamento vizinho nos Jardins, em SP, e intoxica 3

Agressor de 69 anos estaria descontente com o barulho de reforma em imóvel; ele foi detido, mas liberado após assinar termo

São Paulo

Um homem de 69 anos borrifou gás de pimenta por baixo da porta de um apartamento nos Jardins, bairro de classe alta na zona oeste de São Paulo, e intoxicou três pessoas que trabalhavam em uma obra, e que tiveram que ser levadas ao hospital. Um outro operário foi atendido e liberado no local.

Inicialmente, o Corpo de Bombeiros afirmou que havia 20 pessoas passando mal, mas a corporação corrigiu a informação na sequência. O caso aconteceu por volta de 16h30 nesta segunda-feira (10) em um prédio residencial na rua José Maria Lisboa.

O homem foi preso e alegou que havia excesso de barulho no imóvel vizinho. Ele foi liberado após assinar um termo circunstanciado de ocorrência, pois o delegado considerou que os crimes imputados são de menor potencial ofensivo, como lesão corporal, porte de droga para consumo pessoal (foi encontrada maconha no apartamento) e perigo para a vida ou saúde pública.

O caso foi ser registrado no 78º distrito policial (Jardins), que fica na região.

Segundo informações do capitão André Elias, porta-voz do Corpo de Bombeiros, o apartamento do 17º andar estava em obra e esse teria sido o motivo de irritação do homem, que mora no 16º andar.

"Ao que parece, ele [o agressor] está desgostoso com essa reforma, jogou o produto, que intoxicou os trabalhadores desse apartamento e mais algumas pessoas do condomínio. Não se trata de arma química. É ocorrência policial", afirmou à imprensa.

Os operários saíram do prédio tossindo e vomitando —efeitos comuns da intoxicação por gás de pimenta. Todos já receberam alta médica, segundo os bombeiros.

Até o começo da noite desta segunda, a Polícia Militar não havia confirmado o nome do agressor.

Bombeiros atendem ocorrência de intoxicação nos Jardins, em SP
Bombeiros atendem ocorrência de intoxicação nos Jardins, em SP - Corpo de Bombeiros de SP/Divulgação

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.