Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
13/04/2011 - 00h10

Sérgio de Souza Leite (1955-2011) - Um humorista do rádio e da TV

Publicidade

DE SÃO PAULO

O humorista e radialista Sérgio de Souza Leite, conhecido como Serginho Leite, morreu ontem, em São Paulo, aos 55. A causa da morte foi um infarto do miocárdio.

Leia sobre outras mortes

Ele deu entrada no HC (Hospital das Clínicas) às 11h15 de ontem, segundo a assessoria do local. Apesar de ter sido atendido pelas equipe de emergência do HC e do InCor (Instituto do Coração), ele morreu às 14h50.

Serginho Leite era conhecido por fazer imitações de personalidades no rádio. Ficou famoso pelo "Show de Rádio", da Jovem Pan.

O sucesso no meio fez o trabalho migrar para o teatro, formato para o qual adaptou seus programas. Apresentou-se nos palcos do Tuca e Zaccaro, entre outros.

As imitações também ganharam a televisão. No programa "A Praça É Nossa" (SBT), ele imitou nomes como Pelé, Maguila, Paulinho da Viola e Clementina de Jesus. Também trabalhou no programa "Domingão do Faustão", da Globo.

Violonista e compositor, ficou famoso no meio publicitário por jingles e por campanhas. Era a voz do Tigre Tony, dos Sucrilhos Kellog's, do boneco Bond Boca, garoto-propaganda do Cepacol, e do elefante Jotalhão, do molho de tomate Cica.

Atualmente, segundo informações de amigos, Serginho tinha elaborado um espetáculo para o teatro e só aguardava a aprovação pela Lei Rouanet para estreá-lo.

O humorista deixa viúva e dois filhos. Desde ontem à noite, seu corpo estava sendo velado no cemitério do Araçá, em São Paulo.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página