Descrição de chapéu Pós-graduação

Cursos de pós-graduação ensinam criatividade, empatia e trabalho em grupo

Escolas deixam tecnologia de lado e se concentram em habilidades emocionais

Luciana Alvarez
São Paulo

Em um mercado influenciado pela automação, análise de grande volume de dados e inteligência artificial, profissionais de diversas áreas estão buscando desenvolver o que nenhuma máquina tem: habilidades emocionais.

Para atender a essa demanda, instituições de ensino vêm investindo em cursos de pós-graduação com foco nas chamadas soft skills.

A arquiteta Alana Miranda na loja Telhanorte, em São Paulo
A arquiteta Alana Miranda na loja Telhanorte, em São Paulo - Lucas Seixas/Folhapress Agradecimento a Telhanorte

Há cursos que visam melhorar a capacidade de comunicação, dar mais flexibilidade, promover a empatia, aumentar e gerir a criatividade. 

No MBA em desenvolvimento humano de gestores da Fundação Getulio Vargas (FGV), até o autoconhecimento entra na grade.

“A questão humana vem ganhando mais peso com as novas tecnologias, porque o trabalho atual depende das emoções”, diz Edmarson Mota, coordenador do curso.

“Para apertar um parafuso numa fábrica, não importava se o funcionário estava de bom ou mau humor. Mas terceirizamos para as máquinas o trabalho das nossas mãos e agora estamos terceirizando o intelecto. O que nos sobra são as habilidades emocionais, o lado mais humano.”

O MBA usa, além de aulas expositivas, jogos, dramatizações e discussões de situações-problema.

Andrea Renó, 45, que lidera 20 pessoas na equipe de atendimento ao cliente do hospital Albert Einstein, é uma das alunas desse programa. 

De acordo com ela, o objetivo era “se desenvolver como pessoa para ser uma profissional melhor”.

Na lista de habilidade procuradas pelos profissionais, também entra a criatividade.

“O pensamento crítico e a criatividade passaram a ser indispensáveis em qualquer área. A tecnologia vai nos ajudar muito, mas um robô nunca vai sentir”, afirma Marcia Auriani, coordenadora da pós-graduação em gestão da economia criativa, oferecida há cinco anos pela Belas Artes.

O curso tem disciplinas como teamwork (trabalho em equipe) e liderança criativa.

Segundo Auriani, gente de diversas áreas está percebendo essa mudança. A instituição, tradicionalmente ligada às artes, passou a receber alunos com formações variadas, como advogados e médicos.

“Quem nos procura são profissionais que precisam ser criativos, ter visão estratégica, saber trabalhar em equipe e ter inteligência emocional”, afirma Auriani. 

É o caso da arquiteta Alana Miranda, 30, dona de uma consultoria na área de design de serviços.

 

“Para lidar com pessoas, é preciso muito jogo de cintura. Quem é criativo consegue achar soluções melhores até na gestão de equipes”, afirma .

A importância crescente das habilidades emocionais está levando outras instituições de ensino a ampliar seu leque nessa área.

Neste semestre, a Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) vai lançar o curso de criatividade em ambiente complexo, cuja proposta é mostrar novas formas de criar, seja no mundo das artes ou dos negócios.

Na Fundação Instituto de Administração (FIA), a novidade é a especialização gestão da subjetividade. 

De acordo com Fernando de Almeida, coordenador da instituição, o ambiente cada vez mais complexo nas empresas é um dos motivos que levou à criação do curso.

“As empresas hoje tendem a ter uma hierarquia horizontal. Isso aumenta o número de interações, o número de pessoas com que cada um se comunica”, afirma Fernando de Almeida, da FIA.

A especialização tem na grade disciplinas com nomes como espiritualidade nas organizações e criatividade, sensibilidade e inovação.

Rubens Bresciane, coordenador do curso de gestão da subjetividade, diz que a tecnologia multiplicou as possibilidades de relações, mas os processos humanos se mantêm. 

“A colaboração pressupõe a confiança e alguma identificação com o outro. Não adianta um chefe montar uma equipe e dizer: ‘Agora colaborem’. É um processo humano no qual não dá para pular etapas.”

Onde estudar

Gestão da subjetividade 
Onde
FIA
Duração 12 meses
Valor a partir de R$ 29,5 mil
Site fia.com.br/pos-graduacao

MBA para gestores 
Onde FGV
Duração 19 meses
Valor a partir de R$ 32,7 mil
Site portal.fgv.br/educacao

Criatividade em ambiente complexo 
Onde ESPM
Duração 18 meses
Valor a partir de R$ 39,9 mil
Site espm.br/pos-graduacao

Gestão em economia criativa 
Onde Belas Artes
Duração 18 meses
Valor a partir de R$ 27,8 mil
Site belasartes.br

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.