Descrição de chapéu Coronavírus

Coca-Cola FEMSA Brasil doa 400 mil garrafas d'água para hospitais

Hospitais em seis estados serão contemplados pela iniciativa que visa a hidratação dos profissionais da saúde

São Paulo

A Coca-Cola FEMSA Brasil, maior engarrafadora de produtos Coca-Cola no mundo em volume de vendas, está distribuindo mais de 400 mil garrafas individuais de água mineral Crystal para hospitais de campanha e de referência no tratamento da Covid-19.

As doações iniciaram na sexta-feira (22) e contemplam os estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul.

O objetivo da iniciativa, realizada em parceria com a Coca-Cola Brasil, é contribuir com a hidratação dos profissionais de saúde que estão na linha de frente do atendimento à população.

Coca-Cola FEMSA Brasil está distribuindo 400 mil garrafas d'água para hospitais de seis estados
Coca-Cola FEMSA Brasil está distribuindo 400 mil garrafas d'água para hospitais de seis estados - Divulgação

Cada hospital receberá pelo menos 24 mil garrafas (12 mil litros de água). O fato de as embalagens serem individuais reforça a segurança e reduz o risco de contaminação aos profissionais.

"É missão da Coca-Cola FEMSA Brasil gerar bem-estar social nos lugares em que está presente. Essa iniciativa nos dá a chance de oferecer um produto essencial aos profissionais que estão mobilizados para realizar o trabalho mais importante nesse momento, que é salvar vidas", afirma Ian Craig, CEO da Coca-Cola FEMSA no Brasil.

Os primeiros hospitais a serem contemplados com as doações são o Hospital Central da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, em São Paulo; Hospital Metropolitano Odilon Berens, em Minas Gerais; Complexo Hospital do Trabalhador de Curitiba, no Paraná; e Hospital das Clínicas de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

Atuando em diversas frentes no combate à pandemia de coronavírus, a Coca-Cola FEMSA Brasil em parceria com o Bradesco Seguros, Coca-Cola Brasil e Grupo Fleury, destinou recursos para processar 26 mil testes aplicados prioritariamente aos profissionais de saúde do estado de São Paulo, epicentro do coronavírus no Brasil.

A empresa também disponibilizou sua frota de caminhões para transportar 500 mil litros de álcool 70% líquido doados pelas usinas associadas à União da Indústria de Cana-de-Açúcar para a rede pública de saúde paulista.

Já hospitais e instituições ligadas à saúde do Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo receberam doações de 600 mil máscaras de proteção e 83 mil aventais hospitalares viabilizadas a partir de uma parceria entre a Coca-Cola FEMSA, Braskem, Fitesa, Lojas Renner e Coca-Cola Brasil.

Consciente do seu papel social, a Coca-Cola FEMSA, por meio do Sistema Coca-Cola, também criou no início da pandemia um fundo para beneficiar comunidades de baixa renda e catadores de resíduos com ações diretas contra o coronavírus.

Os recursos vão para ONGs e instituições que já são parceiras da empresa em programas continuados de capacitação de emprego, acesso à água e reciclagem.

A cultura de doação alcançou outras empresas do sistema Coca-Cola Brasil. A fabricante Coca-Cola Andina está doando 120 mil litros de água mineral a dez instituições públicas de saúde no Rio de Janeiro, Espírito Santo e Ribeirão Preto (SP), que atuam diretamente no combate à pandemia do novo coronavírus.

Cada uma das instituições atendidas receberá um caminhão com 12 mil litros de água, em embalagens para consumo individual.

No Rio de Janeiro, as doações são destinadas ao Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (Fiocruz), aos hospitais de campanha do Parque dos Atletas, Lagoa-Barra/Leblon, Maracanã e Riocentro; ao Hospital Municipal São José, em Duque de Caxias, e ao Hospital Geral de Nova Iguaçu - Hospital da Posse.

No Espírito Santo, serão contemplados pela ação os hospitais estaduais Jayme dos Santos Neves, em Serra, e Infantil Nossa Senhora da Glória, em Vitória. Em Ribeirão Preto (SP), a instituição escolhida é a Fundação Faepa, do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, da USP.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.