Articuladora de Negócios de Impacto da Periferia abre inscrições para programa de apoio a empreendedores

Iniciativa de A Banca, Artemisia e FGVcenn seleciona 30 negócios do Sul e Sudeste com potencial de gerar impacto social ou ambiental

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Trinta negócios de periferias do Sudeste e do Sul, com potencial de gerar impacto social ou ambiental positivo, serão selecionados para um programa gratuito de aceleração. O Lab NIP é uma iniciativa da Articuladora de Negócios de Impacto da Periferia (Anip) e está com inscrições abertas até 31 de março.

O objetivo desta segunda edição é apoiar uma nova geração de empreendedores. Ao final do processo, que deve durar sete semanas, as seis empresas com melhor desempenho vão receber capital semente de R$ 15 mil e uma aceleração de seis meses conduzida pelo Emperifa, especialista em negócios periféricos da indústria criativa.

“Nosso tom de voz é de abundância, algo novo quando se fala em empreendedorismo periférico porque por longos anos estivemos imersos em discursos de escassez”, afirma DJ Bola, fundador da A Banca e finalista do Prêmio Empreendedor Social do Ano em Resposta à Covid-19.

Para apoiar e potencializar o empreendedorismo que emerge nas comunidades, A Banca, Artemisia e FGVcenn se uniram, em 2018, para criar a Aceleradora de Negócios de Impacto da Periferia, iniciativa pioneira no tema.

Com encontros online, o programa trará conteúdos diversos sobre o universo do empreendedorismo, além de conexões com especialistas. O objetivo é fortalecer quem está criando negócios inovadores nas periferias para que possam avançar mais rapidamente. Os aprovados receberão bolsa-auxílio no valor R$ 1.250.
Entre os critérios de seleção, empreendedores que estejam em busca de apoio para desenvolver o negócio e ampliar o impacto socioambiental de sua solução. É preciso já ter um produto ou serviço desenvolvido; só a ideia não conta.

Para Maure Pessanha, diretora-executiva da Artemisia, esta edição dialoga com a estratégia de inclusão produtiva, conceito que se refere a políticas públicas voltadas à diminuição da exclusão social e ao aumento da produtividade do país.

Articuladora de Negócios de Impacto de Periferia
Articuladora de Negócios de Impacto de Periferia - Divulgação

“O aumento do nível de renda é fundamental para a redução da pobreza e para a inclusão social”, afirma a executiva, acrescentando que a meta é incluir iniciativas de quilombolas e ribeirinhos, dentro das especificações territoriais do programa.

As inscrições podem ser feitas até 31 de março de 2021 pelo site impactosocial.artemisia.org.br/lab-nip, e os selecionados serão comunicados até 15 de abril. O programa será conduzido de maio a junho de 2021 e o apoio individual concedido aos destaques acontece de julho a dezembro.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.