Ticket lança plataforma que transforma doações em cestas básicas digitais

Alimentos são direcionados a famílias apoiadas por ONGs como ChildFund e Gerando Falcões

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

A Ticket, marca de benefícios de refeição e alimentação, lança uma plataforma para incentivar a distribuição de alimentos a famílias em situação de insegurança alimentar. As doações são convertidas em cestas digitais direcionadas a organizações sociais.

Com uma contribuição de R$ 140 no site Alimentando a Solidariedade, uma cesta digital, com alimentos e itens de higiene para 30 dias, é destinada a uma família de quatro pessoas.

O envio de recursos é feito diretamente e integralmente às ONGs, que podem utilizar a plataforma da Ticket para distribuir os valores nos cartões da cesta digital. A impressão dos plásticos e envio às famílias é realizado pela Ticket, sem custos.

homem negro de roupa branca digita em notebook
Doações são convertidas em cestas básicas digitais para ONGs - Divulgação / Ticket

A ChildFund, agência de desenvolvimento infantil, é a primeira organização a fazer parte do projeto. Outras instituições, como a Gerando Falcões, estarão em breve na plataforma (ticket.com.br/meus-servicos/desenvolvimento-social).

Para Felipe Gomes, diretor geral da Ticket, a sociedade entendeu, durante a pandemia, que cestas básicas digitais facilitam e agilizam a distribuição de doações. "Elas eliminam barreiras de armazenamento e logística, além de evitar o manuseio de produtos e estimulam o comércio local", afirma.

Em 2020, a Ticket viabilizou a doação de mais de dois milhões de cestas digitais. “Queremos ser a ponte entre cidadãos sensibilizados com a situação de fome e pessoas que precisam de apoio nesse momento delicado", afirma Gomes.

Na plataforma, é possível doar outros valores, a partir de R$ 70, que são destinados às ONGs. "Além da agilidade e segurança no recebimento da doação, a cesta digital permite que as famílias possam adquirir produtos prioritários e adequados à sua realidade, ao invés dos itens pré-definidos nas cestas físicas”, afirma.

No ano passado, a empresa apoiou 111 ONGs com a destinação de benefícios para nove milhões de pessoas. Entre elas Instituto Reação, Instituto Votorantim, Central Única das Favelas, Fundação Tide Setúbal e Banco de Alimentos.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.