Descrição de chapéu Copa do Mundo

Inglaterra aplica maior goleada da Copa e avança com a Bélgica às oitavas

Nos 6 a 1 diante do Panamá, Kane faz 3 e vira artilheiro isolado da Copa da Rússia

Harry Kane comemora gol contra o Panamá; atacante inglês assumiu artilharia do Mundial
Harry Kane comemora gol contra o Panamá; atacante inglês assumiu artilharia do Mundial - Antonio Calanni/Associated Press
São Paulo

A Inglaterra confirmou o favoritismo e venceu o Panamá por 6 a 1 –a maior goleada da Copa da Rússia–, neste sábado (24), na arena de Nijni Novgorod, e garantiu vaga às oitavas de final.

Veja aqui a classificação.

A vitória colocou os ingleses na liderança do grupo G, à frente da também classificada Bélgica, por terem um cartão amarelo a menos do que os belgas (2 da Inglaterra contra 3 da Bélgica).

Pela primeira vez na história da Copa, o fair play (jogo limpo) será usado como critério de desempate na fase de grupos em caso de igualdade entre duas equipes em pontos, saldo de gols, gols marcados e confronto direito.

No caso de Inglaterra e Bélgica, os cartões amarelos recebidos pelas seleções serviram de desempate porque nos demais quesitos (saldo de gol, gols pró e contra), elas têm pontuação semelhante.

O resultado em Nijni Novgorod eliminou o Panamá, que fez sua estreia em Copas, e a Tunísia. Ainda do lado inglês, o atacante Kane sagrou-se artilheiro isolado do Mundial ao fazer três dos cinco gols contra a seleção panamenha e foi eleito o melhor da partida.

Kane já anotou cinco gols no Mundial da Rússia até aqui —abaixo dele, estão Cristiano Ronaldo, de Portugal, e Lukaku, da Bélgica, com quatro gols cada um.

A PARTIDA

A Inglaterra, campeã de 1966, passeou no gramado de Nijni Novgorod. Vindo de uma vitória sobre a Tunísia por 2 a 1 na estreia, os ingleses precisavam vencer por goleada para passar a Bélgica e assumir a liderança do grupo G.

O primeiro gol inglês veio logo aos sete minutos do primeiro tempo, com Stones. Ao receber a bola lançada de um escanteio,  o jogador valeu-se de um descuido dos panamenhos na pequena área, cabeceou e fez o primeiro para os ingleses.

Depois disso, Nijni Novgorod assistiu a uma chuva de gols. Kane ampliou de pênalti, aos 21 minutos. Aos 35 minutos, foi a vez do meia Lingard mandar um chutaço sem chance de defesa para Penedo.

O quarto saiu aos 39 minutos, novamente com Stones,  que, de cabeça, aproveitou uma jogada ensaiada de falta e fez o segundo dele na partida. Kane voltou a aparecer no marcador, ao cobrar mais um pênalti aos 45 minutos.

O segundo tempo ainda alçou Kane à artilharia isolada nesta Copa ao balançar a rede pela terceira vez no confronto e um feito histórico para o Panamá: a seleção da América Central fez seu primeiro gol em uma Copa do Mundo, com Felipe Baloy.

No dia 28, a Inglaterra volta a campo contra a Bélgica. No mesmo dia,  o Panamá vai pegar a Tunísia.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.