Descrição de chapéu Futebol Internacional

Sem acerto com emissoras, Italiano e Francês podem sumir da TV no Brasil

Empresas alegam alto custo e não fecham compra dos direitos de transmissão dos torneios

O brasileiro Neymar disputa a bola, com os pés, com um adversário
O atacante brasileiro Neymar, do PSG, durante partida entre Paris Saint-Germain (PSG) e Montpellier, válida pela 23ª rodada do Campeonato Francês de Futebol 2018, no Estádio Parc des Princes, em Paris, França - Ricardo Nogueira - 28.jan.2018/Folhapress
Eduardo Geraque
São Paulo e Moscou

Às vésperas do início da temporada do futebol europeu, os campeonatos Francês e Italiano correm o risco de sumir da televisão brasileira. Até agora, nenhuma emissora do país comprou os direitos de transmissão dos torneios que começam em agosto.

Nem a ida de Cristiano Ronaldo para a Juventus, da Itália, e a permanência de Neymar no Paris Saint-Germain, que terá ainda o campeão do mundo Mbappé, fizeram com que as televisões topassem pagar os valores cobrados pelas empresas donas dos direitos.

O PSG estreia em casa na temporada 2018/19, contra o Caen, no dia 12 de agosto, um domingo. Na Itália, a Juventus começa sua campanha atrás de mais um título em Verona, contra o Chievo, no dia 18 de agosto. O clube de Turim é o atual heptacampeão italiano.

"Existe uma insegurança do mercado em geral diante de valores inflados [de venda dos direitos]", diz Danyel Braga, diretor de Novos Negócios da CSM Golden Goal, empresa de gestão esportiva que faz parte do grupo Chime, um dos cinco maiores no setor.

De acordo com o executivo, fatores como a crise financeira no país e o fato de este ser um ano de Copa do Mundo dificultam ainda mais grandes investimentos.

As ligas da Itália e da França não vendem diretamente os direitos de transmissão para as emissoras brasileiras.

O Campeonato Italiano foi repassado para a IMG, uma das gigantes do setor esportivo, que negocia diretamente com as redes brasileiras. Já o Francês é vendido pela agência beIN, grupo do Qatar que comprou os direitos.

"Por mais que a conjuntura seja difícil, o mais provável é que ainda ocorra nestes campeonatos importantes um acerto positivo entre os dois lados [empresas e televisões]", afirma Braga, que avalia que os preços de venda dos campeonatos terão que ser recalculados.

O Italiano é transmitido no Brasil desde a década de 1980. Antes da TV a cabo, foi exibido em emissoras abertas como Band e Globo. 

O Francês passou a ser exibido de forma mais sistemática a partir de 2004. Primeiro, na BandSports.

Cardápio de futebol estrangeiro está menor

Torneios transmitidos no brasil

  1. Liga dos Campeões

    Facebook e Esporte Interativo (ainda não divulgado oficialmente)

  2. Campeonato Inglês

    ESPN

  3. Campeonato Espanhol

    ESPN e Fox Sports

  4. Campeonato Alemão

    Fox Sports

  5. Libertadores

    Fox Sports e SporTV

  6. Sul-Americana

    Fox Sports e SporTV

  7. Amistosos da seleção

    SporTV

  8. Campeonato Argentino

    Fox Sports

  9. MLS (Estados Unidos)

    ESPN e SporTV

  10. Copa da Alemanha

    ESPN

  11. Copa da França

    Fox Sports

  12. Copa da Liga Inglesa

    ESPN

  13. Torneios com transmissão ainda não confirmada

    Italiano, Francês, Liga Europa, Copa da Inglaterra, Copa do Rei (Espanha), Copa da Itália e Copa Sul-Americana (2019)

Além dos dois torneios nacionais sem transmissão confirmada, a Liga Europa, segunda competição mais importante da Uefa (entidade que comanda o futebol na Europa), também não tem previsão de ser transmitida no Brasil. 

Nenhuma emissora fechou o contrato para exibir o torneio de clubes, que já está em disputa. A fase de grupos começará em setembro.

A Copa do Rei, na Espanha, que começa no dia 5 de setembro, e a Copa da Inglaterra, que estreia no dia 10 de agosto, também não tiveram os direitos comprados por nenhuma emissora brasileira. 

No Brasil, SporTV, Bandsports, Fox Sports, Esporte Interativo e ESPN disputam o mercado de televisão fechada.

Procuradas, as emissoras de televisão informaram que não comentam negociações em andamento. 

O Grupo Globo, dono da SporTV, vai priorizar os campeonatos disputados no Brasil, além da seleção brasileira, que disputará amistosos em 2018 e a Copa América em 2019, no próprio Brasil.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.