Tifanny diz que Bernardinho pediu desculpas por chamá-la de homem

Técnico reclamou de um ponto da jogadora no duelo entre Sesi/Bauru e Sesc-RJ

Tifanny falou sobre o caso em uma transmissão ao vivo em sua conta no Instagram
Tifanny falou sobre o caso em uma transmissão ao vivo em sua conta no Instagram - Nelson Almeida/AFP
São Paulo | UOL

A atacante Tifanny se pronunciou sobre a polêmica entre ela e o técnico Bernardinho durante uma partida da Superliga de vôlei. Em uma transmissão ao vivo, feita no Instagram, a jogadora disse que conversou com o treinador após o ocorrido e deixou claro que não existe qualquer problema entre as partes.

"Estou vendo que estão crucificando o Bernardo por uma coisa que eu não me senti menosprezada, maltratada, ofendida com uma coisa que ele falou no meio do jogo, que algumas pessoas leram o lábio e falaram que ele falou alguma coisa. Em momento algum, o Bernardo foi em rede pública ou deu entrevista alguma falando mal de mim. Ele sempre me respeitou, sempre foi um apaixonado pelo esporte, uma pessoa que fez muito pelo vôlei e eu também aprendi muito com ele. O Bernardo sempre me respeitou. Em todos os jogos que ele me viu, sempre me cumprimentou e me tratou com muito carinho", disse.

"Conversamos depois desse acontecimento, ele pediu desculpas se falou algo errado, e eu também pedi desculpas se algo aconteceu a ele por minha causa. Então, o Bernardo sempre me tratou muito bem. Então, eu queria que meus fãs, as pessoas que acreditam no meu trabalho, o respeitassem por um momento em que talvez ele falou de um movimento", enfatizou.

O caso aconteceu na última terça-feira (26), durante o jogo entre Sesi/Bauru, time defendido pela jogadora, contra o Sesc-RJ, comandado por Bernardinho. Na transmissão televisiva, foi possível ver o treinador do Sesc-RJ virando para o banco de reservas e comentando, após um ataque certeiro de Tifanny: "Um homem, é foda!".

Tifanny também classificou como injustas as críticas que o técnico recebeu nos últimos dias e deixou claro que não há qualquer intriga entre eles.

"Acho um pouco injusto a mídia criticar uma pessoa por não ter feito realmente nada de grandioso. Como a mídia disse tantas coisas contra a pessoa dele, acabou que saíram coisas que não existiram. Quero colocar que eu e o Bernardo nos respeitamos, vida que segue. Estou pensando nas semifinais e ele na nova equipe dele. Estamos bem um com o outro e quero deixar isso claro. Não adianta fazer reportagem, alguma coisa, porque não vai ter nenhuma intriga entre nós, porque nos respeitamos como atleta e técnico e não temos nenhum problema", afirmou.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.