Empresa, rival do Corinthians forma e educa jogadores no Equador

Time alvinegro encara o Independiente Del Valle nesta quarta, pela Sul-Americana

Luciano Trindade
São Paulo

Adversário do Corinthians nesta quarta-feira (18), às 21h30, pelo jogo de ida da semifinais da Copa Sul-Americana, o Independiente Del Valle (EQU) tem 50% de seu elenco profissional formado nas categorias de base do clube. A média de idade da equipe é de 25 anos.

Em comparação, sete dos 31 atletas do elenco corintiano foram formados pelo clube do Parque São Jorge, também com média de idade de 25 anos.

Formar atletas tem sido um dos principais objetivos do Del Valle desde 2007, quando ele foi comprado por um grupo de empresários liderados por Michelle Deller, que atua na área de construção civil, e Franklin Tello, gerente geral para Venezuela e Equador da rede de fast food KFC e atual presidente do time.

Eles implantaram um modelo de negócios com quatro pilares: gestão empresarial, formação de atletas, infraestrutura e gestão de talentos.

Há um conselho do clube formado pelos sócios (vitalícios, fundadores e honorários), mas nenhum deles tem cargos na gestão. Todos os profissionais são contratados e remunerados, com carga horária fixa. 

Em quatro anos sob essa administração, o time deixou a terceira divisão para chegar à elite do futebol equatoriano, em 2010. Até então, a equipe da cidade de Sangolquí, distante cerca de 25 km de Quito, havia passado boa parte de sua história disputando a terceira divisão e ligas amadoras. 

Além de estar na primeira divisão nacional, o Del Valle também disputou cinco edições recentes da Libertadores (2014, 2015, 2016, 2017 e 2018). Em 2016, chegou a final, perdida para o Atlético Nacional (COL).

O Corinthians tem um jogador formado na base do time equatoriano. ​Junior Sornoza, 25, começou no clube e esteve na ascensão da última década. 

Atualmente, 120 jogadores das categorias de base moram, treinam e estudam dentro do centro de treinamento do clube. Eles estão divididos em quatro categorias, sub-12, sub-14, sub-16 e sub-18. Dos 20 jogadores relacionados para a partida desta quarta, em Itaquera, 9 vieram da base.

Todos recebem uma formação acadêmica dentro clube, oferecida a partir de 2014, quando o novo centro de treinamento foi inaugurado. Na época, a equipe fechou uma parceria com o Ministério da Educação do Equador. Os professores são funcionários do estado, segundo o diretor de marketing, Andres Larriva.

"Os meninos terminam com um diploma [de ensino médio] que permite estudar carreiras alinhadas ao esporte", diz Larriva à Folha.

Dez professores atuam dentro do CT, onde são oferecidas aulas de disciplinas regulares, como matemática, português e história, além do ensino de inglês e de música.

Ainda em 2014, o time trocou de nome para reforçar o seu aspecto de formador de jovens. Foi batizado de Clube de Alto Rendimento Especializado Independiente Del Valle. Antes, chamava-se Independiente José Terán e vestia vermelho e branco, como homenagens ao time homônimo argentino e ao fundador da equipe. As cores do uniforme também foram alteradas para azul e preto.

De acordo com o gerente geral da agremiação, Santiago Morales, 30% do orçamento anual do Del Valle é investido na formação de jogadores.

A venda de atletas não é a principal fonte de receita do clube, que diz arrecadar 50% do faturamento com patrocinadores, 25% com cotas de TV, 15% com transferências de jogadores e 10% com bilheteria.

O valor arrecadado com os ingressos está sendo investido na construção de um novo estádio, com capacidade para 25 mil pessoas, previsto para ficar pronto em 2021. Atualmente, o time manda suas partidas no Estádio Rumiñahui, que comporta até 8 mil pessoas.

Como o local não atende à capacidade mínima exigida pela Conmebol (30 mil), o jogo de volta com o Corinthians, pela Sul-Americana, será disputado no estádio Olímpico Atahualpa, em Quito, com 35 mil lugares.

Escalação

Na partida desta quarta, o técnico Fábio Carille deverá contar com a formação que considera ideal, com as voltas do lateral Danilo Avelar e Manoel, poupados do último jogo da equipe, contra o Fluminense.

Diante do time carioca, a equipe corintiana perdeu sua invencibilidade no período após a Copa América e acabou derrotada por 1 a 0, pelo Campeonato Brasileiro.

Carille deve escalar a seguinte equipe: Cássio, Fagner, Manoel, Gil, Danilo Avelar; Gabriel, Pedrinho, Junior Urso, Mateus Vital e Clayson; Vagner Love.

CORINTHIANS
INDEPENDIENTE DEL VALLE (EQU)

21h30, Arena Corinthians
Na TV: DAZN

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.