Coronavírus faz futebol inglês suspender partidas até início de abril

Uefa adia todos os jogos da próxima semana na Champions League e na Liga Europa

São Paulo

A Premier League, assim como as divisões inferiores do futebol inglês, anunciou nesta sexta-feira (13) que as partidas do seu campeonato estão suspensas por, pelo menos, até o dia 3 de abril, em razão da pandemia do novo coronavírus.

De acordo com o comunicado oficial divulgado pela principal liga inglesa, a intenção é retornar as atividades no dia 4, se o cenário for positivo.

Na quinta, o técnico do Arsenal, Mikel Arteta, e o jogador Callum Hudson-Odoi, do Chelsea, tiveram confirmados seus diagnósticos da doença. Também há possíveis casos em investigação nos elencos de Everton, Leicester e Bournemouth.

Centro de treinamento do Arsenal, cujo técnico, Mikel Arteta, foi infectado
Centro de treinamento do Arsenal, cujo técnico, Mikel Arteta, foi infectado - Paul Childs/Reuters

A Premier League foi uma das últimas da Europa a tomar medidas contra o coronavírus.

Até então, nem sequer a presença de público havia sido proibida nos estádios ingleses. Antes, Espanha, Itália e Portugal já haviam suspendido suas ligas.

A Federação Francesa de Futebol paralisou suas atividades na quinta (12), medida confirmada pela Liga Francesa (independente e que controla as duas primeiras divisões do país) nesta sexta —as partidas já estavam sendo disputadas sem torcida.

Inicialmente, a Alemanha paralisaria suas duas primeiras divisões após o fim da rodada deste fim de semana, mas voltou atrás e decidiu antecipar a suspensão, que passa a entrar em vigor imediatamente.

Também nesta sexta, A Uefa (entidade máxima do futebol europeu) anunciou que adiará a realização dos jogos de suas competições, o que inclui Champions League e Liga Europa.

Na Champions, dois duelos de volta das oitavas de final já estavam suspensos: Manchester City x Real Madrid e Juventus x Lyon, ambos programados anteriormente para a próxima terça (17). Agora, também Barcelona x Napoli e Bayern de Munique x Chelsea não acontecerão na quarta (18).

Na terça, a Uefa se reunirá por videoconferência e discutirá um plano de ação mais amplo para os cancelamentos de suas competições, com a possibilidade que isso afete inclusive a Eurocopa-2020, prevista para os meses de junho e julho.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.