Torneio de tênis de Indian Wells é cancelado por causa de coronavírus

Departamento de saúde pública de Riverside declarou estado de emergência

São Paulo

Um dos principais torneios de tênis do mundo, o Masters 1.000 de Indian Wells, que começaria nesta semana na Califórnia, foi cancelado por causa da epidemia de coronavírus.

A organização da competição comunicou a decisão na noite deste domingo (8), via redes sociais, o que pegou vários atletas de surpresa.

Quadra principal de Indian Wells, na Califórnia - Clive Brunskill 16.mar.2019/AFP

Também foi cancelado o WTA Premier de Indian Wells, torneio feminino disputado no mesmo local e que também faz parte das principais competições do circuito.

Essa seria a 47ª edição do Masters 1.000 e a 32ª do WTA. Atualmente, os eventos de Indian Wells são considerados os mais importantes do esporte depois dos quatro torneios que compõem o Grand Slam: Wimbledon, Roland Garros, Australian Open e US Open.

No comunicado, o departamento de saúde pública Riverside, condado onde está localizada Indian Wells, disse que a região se encontra em estado de emergência depois da confirmação de um caso da doença.

“Existe um risco muito grande neste momento”, disse David Agus, professor de medicina da Universidade do Sul da Califórnia.

O ex-tenista alemão Tommy Haas, diretor do torneio, afirmou estar desapontado com o cancelamento e que está preparado para realizá-lo em outra data: “A saúde e a segurança da comunidade local, dos fãs, dos jogadores, voluntários, patrocinadores, funcionários e fornecedores, afinal, de todos os envolvidos, são de suma importância”.

O classificatório para as chaves principais começaria nesta segunda (9). "Seria bom que a ATP comunicasse um pouco melhor aos jogadores a suspensão de um torneio quando [já] estamos todos aqui", disse o tenista argentino Diego Schwartzman, número 13 do ranking, que se mostrou contrariado pela notícia via redes sociais.

Com isso, os tenistas devem perder os pontos que conquistaram no torneio do ano passado e por ora não terão a chance reconquistá-los.

Os próximos torneios masculino e feminino serão em Miami, programados para começar em 23 de março. Posteriormente, o circuito mundial segue para a Europa na temporada de saibro, incluindo o Masters 1.000 de Roma —a Itália é o país europeu mais afetado pela epidemia— e Roland Garros, em Paris.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.