Descrição de chapéu Campeonato Paulista 2020

Na volta do Paulista, Corinthians vence Palmeiras e mantém chance de classificação

Futebol retorna em dia com 2º maior número de casos de Covid em 24 horas no estado de SP

São Paulo

O Corinthians venceu o Palmeiras por 1 a 0 nesta quarta-feira (22), em Itaquera, e manteve viva sua chance de avançar ao mata-mata do Campeonato Paulista, reiniciado após quatro meses suspenso devido à pandemia do novo coronavírus.

O duelo no campo corintiano não contou com a presença de público, medida que será adotada até o fim da competição como parte do protocolo de prevenção à Covid-19.

Nesta quarta, São Paulo teve o segundo maior número de casos registrados da doença em 24 horas: 16.777. Esse número fica atrás apenas dos 19.030 registrados em 19 de junho, quando um problema no sistema do SUS acumulou dois dias de registros. O país soma 2.231.871 casos, além de 82.890 óbitos.

Algumas vítimas tiveram seus nomes exibidos nas placas de publicidade do estádio, em homenagem feita pela Federação Paulista. Os árbitros usaram o logotipo do SUS (Sistema Único de Saúde) em seus uniformes em agradecimento aos profissionais de saúde, e o Corinthians exibiu uma faixa com a frase: "O time do povo em luto pelas vítimas da Covid".

Sem torcida no estádio, o time corintiano colocou fotos personalizadas de torcedores num bandeirão e em totens nas cadeiras da arena, mas nada que lembrasse o clima de um clássico.

Ao menos a partida foi bem disputada, com grandes atuações de Gil e Cássio. Enquanto o primeiro anotou o único gol do jogo, aos 15 minutos do primeiro tempo, o segundo fez seis grandes defesas na etapa final e evitou que o Palmeiras chegasse ao empate, resultado que eliminaria o atual tricampeão paulista logo na primeira fase.

Para avançar ao mata-mata, o Corinthians precisa vencer o Oeste na última rodada e ainda torcer por duas derrotas do Guarani, contra Botafogo e São Paulo, ou que o time de Campinas some apenas um ponto e seja superado no saldo de gols.

A possível queda precoce no Estadual seria mais um fracasso no trabalho do técnico Tiago Nunes à frente do time corintiano, iniciado neste ano. Em fevereiro, a equipe foi eliminada da Libertadores na segunda fase eliminatória da competição, diante do Guaraní (PAR).

No Paulista, a campanha é fraca até aqui. A vitória desta quarta foi apenas a terceira do time do Parque São Jorge em 11 rodadas.

Com esse triunfo, contudo, o Corinthians tomou a dianteira no histórico geral do dérbi, agora com 128 vitórias, uma a mais que o rival.

Após a partida, os jogadores das duas equipes não puderam trocar de camisas, como tradicionalmente ocorre. Este tipo de ação foi vetada pela Federação Paulista como parte do protocolo de prevenção à Covid.

A entidade também limitou o número de profissionais que trabalharam no duelo a cerca de 200 pessoas, incluindo as equipes e suas comissões técnicas, além de profissionais da TV Globo, o único veículo de imprensa autorizado a trabalhar dentro do estádio, porque a emissora é dona dos direitos de transmissão do campeonato.

Todos os envolvidos na partida tiveram a aferição de suas temperaturas antes do duelo e passaram por um box neutralizador contra vírus.

Horas antes do jogo, a Arena Corinthians amanheceu pichada. A diretoria do time alvinegro fez um boletim de ocorrência e acusou torcedores palmeirenses pelo ato de vandalismo. O gramado, as traves e as placas de publicidade foram vandalizados com provocações, inclusive direcionadas a Cássio, que mais tarde viria a garantir a vitória alvinegra.

O caso é investigado pela Delegacia de Repressão aos Delitos de Intolerância Esportiva (Drade).

O Corinthians apagou as pichações antes do jogo, inclusive uma dentro da pequena área, com a inscrição 8 a 0, referência à maior vitória do clássico, do time alviverde, em 1933. No lugar, a equipe alvinegra escreveu as iniciais do clube, SCCP, o que não é permitido segundo a International Football Association Board, órgão que regulamenta as regras do futebol.

Segundo a TV Globo, a FPF liberou nesse caso porque o Corinthians disse não ter conseguido apagar a pichação por completo.

Também em jogos válidos pela 11ª rodada do Campeonato Paulista, Santos e Santo André empataram na Vila Belmiro em 1 a 1. Na Arena Barueri, a Ponte Preta ganhou do Novorizontino, por 2 a 0, enquanto Ituano e Ferroviária empataram sem gols, no Canindé.​

Nesta quinta (23), quatro partidas fecham a rodada. O São Paulo pega o Bragantino, às 20h, no Morumbi.

Erramos: o texto foi alterado

Até quarta (22), o país, não o estado de São Paulo, somava 2.231.871 casos e 82.890 óbitos. A informação foi corrigida.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.