Descrição de chapéu Copa Libertadores 2020

Santos supera altitude e vence a LDU na abertura das oitavas da Libertadores

Time alvinegro agora tem a vantagem de poder empatar no jogo de volta, na Vila

São Paulo

O Santos venceu a LDU, do Equador, nesta terça (24), por 2 a 1, fora de casa, e ficou perto das quartas de final da Libertadores.

Agora, a equipe santista terá a vantagem de jogar por um empate no duelo de volta, na próxima terça (1º), às 19h15, na Vila Belmiro, para seguir na competição continental.

Foi a primeira derrota dos equatorianos na altitude de 2.850 metros de Quito nesta edição do torneio. Em casa, a LDU havia ganhado do São Paulo, do River Plate (ARG) e do Binacional (PER) na fase de grupos.

Fora de casa, venceu somente a equipe peruana e perdeu de 3 a 0 do São Paulo e do River, retrospecto que anima os santistas.

Marinho abraça Soteldo em comemoração após gol do Santos contra a LDU
Marinho abraça Soteldo em comemoração após gol do Santos contra a LDU - Dolores Ochoa/AFP

Mesmo na altitude, a equipe brasileira foi mais presente no campo de ataque durante todo o duelo, no qual novamente não pôde contar com o retorno de Cuca. O técnico ainda se recupera da Covid-19.

Ainda no primeiro tempo, o Santos abriu o placar logo aos 6 minutos. Após assistência do lateral Pará, pela direita, o venezuelano Soteldo marcou o primeiro gol dele nesta edição da Libertadores.

Além de inaugurar o marcador, os visitantes conseguiram conter a pressão esboçada pela LDU na busca pelo empate. Quando a bola passava pela defesa, o goleiro John Victor, 24, demonstrava segurança e fez uma série de defesas.

Para proteger mais a zaga, o auxiliar Marcelo Fernandes sacou Jean Mota e colocou outro defensor em campo, o zagueiro Wagner.

Três minutos após a troca, porém, a LDU chegou ao empate em um contra-ataque. Billy Arce carregou a bola e finalizou forte. John fez outra boa defesa, mas Jhojan Julio ficou com o rebote e marcou de cabeça, aos 46.

Na volta do intervalo, mais descansado, o Santos voltou a pressionar e levar perigo. O goleiro Gabbarini quase foi surpreendido com um gol olímpico, quando Soteldo tentou um chute direto na cobrança de escanteio, aos 9 minutos.

Aos 13, Marinho sofreu pênalti após ser derrubado na área e ele mesmo converteu a cobrança, dando a vantagem final para o time brasileiro.

Também nesta terça pelas oitavas da Libertadores, o Athletico empatou em 1 a 1 com o River Plate, em Curitiba. Com oito desfalques por causa da Covid-19, o time paranaense saiu na frente com Bissoli, mas teve um expulso e levou o empate em cabeçada de Díaz, nos acréscimos.

Palmeiras enfrenta o Delfín repleto de desfalques

Nesta quarta-feira (25), o Palmeiras fará o primeiro confronto contra o Delfín, do Equador, pelas oitavas de final da Libertadores, às 19h15, na casa do adversário (Fox Sports).

Apesar de enfrentar uma jovem equipe que se classificou fazendo apenas sete pontos no Grupo G, o time alviverde não deverá ter vida fácil, pois terá de lidar com uma série de desfalques após um surto de Covid-19 no elenco.

Entre jogadores infectados com o coronavírus e outros machucados, são ao menos 18 desfalques para o técnico Abel Ferreira.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.