Corinthians, São Paulo e Santos começam Paulista tentando esquecer frustrações

Clubes procuram renovar ânimo após temporada que não acabou da maneira sonhada

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Começa neste domingo (28) o Campeonato Paulista para São Paulo, Santos e Corinthians. É o marco inicial da temporada 2021 para esses clubes, que buscam renovar o ânimo e a esperança após o fim de um ciclo com diferentes níveis de decepção para tricolores e alvinegros.

Atrasado pela pandemia do novo coronavírus e estendido até fevereiro deste ano, o 2020 futebolístico foi de frustração para as equipes do Morumbi e da Vila Belmiro, que se viram perto de títulos importantes e fracassaram. No caso do time do Parque São Jorge, a glória não esteve nem perto.

É tentando apagar as más recordações recentes e dar cara de ano novo aos próximos jogos que essas agremiações entrarão em campo. Com uma distância de três dias entre o fim do Campeonato Brasileiro e o início do Estadual, não há a situação tradicional de início de temporada, mas, mesmo sem férias ou elencos transformados, o plano é recomeçar.

Crespo espera reconduzir o São Paulo aos dias de glória - Divulgação/saopaulofc.net

Para o São Paulo, isso será feito sob nova direção. Contratado para substituir Fernando Diniz após o colapso que tirou a equipe da rota do título nacional, Hernán Crespo fará sua estreia no comando tricolor às 19h, contra o Botafogo, no Morumbi, em duelo com transmissão do Premiere.

O argentino de 45 anos sabe que assume um elenco bastante questionado. A perda da liderança do Brasileiro após a abertura de sete pontos de vantagem deixou feridas, cuja cicatrização é difícil pelo jejum tricolor: o último troféu levantado foi o da distante Copa Sul-Americana de 2012.

Na derrocada registrada após a virada no calendário para 2021, o time venceu apenas duas vezes em 11 tentativas. Um desses triunfos, porém, ocorreu na última quinta-feira (25), contra o campeão nacional Flamengo, o que definiu a classificação direta à fase de grupos da Copa Libertadores e alimentou a expectativa de que a maré possa estar mudando novamente.

“Nossa intenção é ter um rendimento constante alto, mantendo a equipe competitiva. Vamos ser competitivos nos torneios, com uma linha a ser seguida, com uma identidade e com paciência para construir algo que possa durar e dar satisfação. É o que posso garantir”, prometeu Crespo.

O Santos também tem um novo treinador argentino, Ariel Holan, 60, mas ele ainda não tem data marcada para fazer a sua estreia. Acertando os trâmites de sua chegada ao Brasil, o profissional deixou os jogadores na mão do auxiliar Marcelo Fernandes, responsável pela abertura da campanha no Paulista.

A formação praiana vai enfrentar o Santo André, às 19h, no Canindé, outro confronto com transmissão do Premiere. A formação do ABC acertou que mandará suas partidas no campo da Portuguesa, na capital, porque seu estádio está em obras para instalação de gramado sintético.

Arthur Gomes deverá ser titular do Santos no Canindé - Ivan Storti/Santos FC

Enquanto o novo chefe não chega, os atletas do Santos tentam começar bem 2021 após um 2020 de resultados surpreendentes. Mesmo em meio a um caos administrativo e com meses de salários atrasados, eles foram até a final da Libertadores, na qual foram castigados pelo rival Palmeiras com um gol nos acréscimos.

Foi preciso ajustar a expectativa após a quase glória continental. Antes de sair, o técnico Cuca conseguiu recolocar a equipe na fase preliminar da competição sul-americana, e agora o grupo procura, passo a passo, reconstruir a possibilidade de grandes conquistas.

O começo da caminhada promete ser difícil pelo elevado número de desfalques. Após a maratona a que foram submetidos entre a reta final da Libertadores e do Brasileiro, alguns jogadores ganharam descanso, caso, por exemplo, do goleiro John e do atacante Soteldo. O atacante Marinho, com Covid-19, está afastado.

Já a dificuldade do Corinthians será recuperar a confiança e achar um bom futebol que não aparece faz tempo. Ainda dirigida por Vagner Mancini, 54, a agremiação do Parque São Jorge vem de um 2020 péssimo. O treinador teve o mérito de tirar o time da zona de rebaixamento do Brasileiro, onde o encontrou, mas o 12º lugar na disputa não foi motivo para festa na zona leste paulistana.

Vagner Mancini sabe que terá de usar os garotos - Amanda Perobelli/Reuters

Em suas últimas três partidas no Nacional, a equipe não conseguiu fazer um gol, o que lhe custou a possibilidade de classificação à Libertadores. E a campanha no Paulista vai começar contra um adversário difícil, o Red Bull Bragantino, que ficou à sua frente na tabela da Série A.

Mais uma a ser exibida pelo Premiere, a partida terá início às 18h, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista. Será a primeira oportunidade para a formação alvinegra mostrar que 2021 pode ser diferente, mesmo com limitações orçamentárias e um espaço maior aos garotos, por falta de opção. “A porta está escancarada para eles”, disse o treinador.

Atual campeão, o Palmeiras não estreia neste fim de semana. Sua partida contra o São Caetano foi adiada porque o clube alviverde começa neste domingo a decidir a Copa do Brasil de 2020 contra o Grêmio.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.