Descrição de chapéu Tóquio 2020

Renan Dal Zotto, técnico da seleção de vôlei, volta a ser intubado

Ele apresentou piora no padrão respiratório um dia após ter sido extubado

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

O técnico da seleção brasileira masculina de vôlei, Renan Dal Zotto, 60, voltou a ser intubado na noite deste domingo (25), no Hospital Samaritano Botafogo, no Rio de Janeiro.

Internado desde o dia 16 de abril, após ter contraído o coronavírus, Renan havia sido extubado no sábado (24) e, segundo o boletim médico, apresentava quadro de saúde estável. Porém, em novo boletim nesta segunda, o hospital informou que a situação de Renan inspirava cuidados.

"O Hospital Samaritano Botafogo informa que o Sr. Renan Dal Zotto, técnico da seleção masculina de vôlei, apresentou piora no padrão respiratório, quadro comum nos casos de Covid-19. No último domingo (25), foram necessários novos procedimentos de sedação e intubação. O estado de saúde do paciente inspira cuidados", diz o boletim encaminhado à imprensa pela manhã.

Na tarde desta segunda, a CBV disse que o técnico está reagindo bem após uma troca de medicação. "Renan, apresentou piora no padrão respiratório no último domingo e, por isso, foi necessário novo procedimento de sedação e intubação. Porém, houve troca de medicações e o treinador reagiu bem. Nesta última noite, Renan se manteve estável e já nesta segunda-feira apresentou uma melhora leve do quadro respiratório", diz trecho da nota da CBV.

Além da Covid-19, Renan teve pneumonia bacteriana e, na terça (20), foi submetido a uma cirurgia vascular por causa de uma trombose.

O técnico recebeu o diagnóstico do coronavírus no dia 13, logo no começo da pré-temporada da seleção no centro de desenvolvimento da CBV, em Saquarema (RJ).

Com o afastamento de Renan, os auxiliares Carlos Schwanke e Ricardo Tabach conduzem os treinos da seleção com nove atletas. O Brasil se prepara para a Liga das Nações, entre maio e junho, na Itália, e os Jogos Olímpicos de Tóquio, entre julho e agosto.

A CBV informou ainda que seu vice-presidente, Radamés Lattari, 63, teve alta hospitalar nesta segunda. Radamés estava internado desde o último dia 9 após ter contraído Covid e também precisou ser intubado.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.