Fronteiras do Pensamento abre venda de ingressos para três conferências em SP

Próximos eventos terão Werner Herzog, Contardo Calligaris e Luc Ferry

São Paulo

O Fronteiras do Pensamento São Paulo abriu a venda de ingressos separados para cada um dos próximos eventos do projeto: Werner Herzog (25/09); Contardo Calligaris (23/10) e Luc Ferry (13/11).

A entrada inteira para a plateia custa R$ 520; para o setor VIP, R$ 680. Os ingressos podem ser comprados aqui.

Werner Herzog

O cineasta alemão Werner Herzog
O cineasta alemão Werner Herzog - Bruno Girão/Divulgação

Um dos principais nomes do movimento cinematográfico na Alemanha do pós-guerra, o cineasta Werner Herzog tem uma obra densa e controversa. Com filmes e documentários como “Aguirre”, “Fitzcarraldo”, “Nosferatu” e “O homem-urso”, Herzog é um diretor que retrata o misticismo, o desconhecido e a tragédia no mundo. 

Tornou-se mundialmente conhecido por escrever, dirigir e produzir os próprios filmes com baixo orçamento, geralmente em cenários inóspitos. Agraciado em premiações como o Festival de Cannes, o Bafta e o Globo de Ouro, estudou história, literatura e música em Munique e na Universidade de Pittsburgh.

Produziu seu primeiro filme em 1961, aos 19 anos, e sua obra reúne mais de 60 produções. Em 2018, lançou o documentário “Meeting Gorbachev”, em que aborda a vida de Mikhail Gorbachev, o último líder da União Soviética.

Contardo Calligaris

O colunista Contardo Calligaris
O colunista Contardo Calligaris - Bruno Santos

Psicanalista e cronista italiano radicado no Brasil, cuja trajetória é marcada pela reflexão sobre a existência humana. No consultório de psicanálise ou em seus textos e livros, Calligaris aborda as questões da adolescência e as angústias provocadas pelos desafios contemporâneos. 

Doutor em psicologia clínica pela Universidade de Provence, iniciou seus estudos nas áreas das letras e da filosofia. Em 1975, foi aceito como membro da Escola Freudiana de Paris, onde morou até 1989. Lecionou na Universidade Paris 8 e teve aulas com os filósofos franceses Roland Barthes e Michel Foucault, além de acompanhar os seminários ministrados pelo psicanalista francês Jacques Lacan, uma grande influência em sua formação. 

Além de atender nos seus consultórios em São Paulo e Nova York, é colunista da Folha. Em seu trabalho, Contardo Calligaris aborda temas como cultura e psicanálise, em especial sobre a suposta obrigatoriedade da felicidade, do gozo, da beleza e dos excessos.

Luc Ferry

O filósofo francês Luc Ferry
O filósofo francês Luc Ferry - Leticia Moreira/Folhapress

Filósofo francês, Luc Ferry é um defensor do humanismo secular e da espiritualidade laica. Escritor, professor e ex-ministro da Educação na França, Ferry trouxe a filosofia de volta ao cotidiano, com linguagem e abordagem mais acessíveis. 

Em 1985, ganhou notoriedade ao publicar um artigo juntamente com Alain Renaut, intitulado “Le Pensée 68”, no qual criticavam os pensadores pós-maio de 1968. De 2002 a 2004, no governo de Jacques Chirac, foi ministro da Educação Nacional.

Formado em filosofia pelas universidades de Sorbonne e de Heidelberg, fez seu doutorado em ciência política pela Universidade de Reims. Foi agraciado com os graus de Cavaleiro da Legião da Honra e da Ordem das Artes e das Letras da República Francesa, e os prêmios Droits de l’Homme e Ernest Thorel, entre outros. 

Luc Ferry entende que a filosofia traz as respostas para que o homem possa superar seus medos, que são os obstáculos que impedem que ame os outros e seja livre.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.