Indicados ao Oscar aproveitam publicidade para faturar nas bilheterias

Fox lidera todos os estúdios em receita pós-indicações, com quase US$ 231 milhões de dólares

REUTERS | Reuters

Apenas um filme irá levar para casa o prêmio de "Melhor Filme" na cerimônia do Oscar, neste domingo (3), mas diversos competidores capitalizaram sobre suas indicações recebendo dezenas de milhões de dólares no mês passado nas bilheterias mundiais.

 

The Post – A Guerra Secreta”, um drama de Steven Spielberg e da 20th Century Fox sobre liberdade da imprensa, usufruiu do maior impulso, acrescentando cerca de US$ 91 milhões, ou 63% de seu total, desde que foi indicado como um dos nove melhores filmes no dia 23/1. 

O romance fantástico “A Forma da Água”, da Fox Searchlight, segue atrás com US$ 72 milhões, ou 65%, de acordo com dados da Box Office Mojo.

O impulso do Oscar não é acidente. Os estúdios executam estratégias de lançamento cuidadosamente projetadas e campanhas de marketing envolvendo as indicações, esperando atrair pessoas aos cinemas em um momento em que possuem diversas opções em casa com serviços de streaming.

“A Forma da Água” estreou em um número limitado de cinemas no início de dezembro. No fim de semana após indicações do Oscar serem divulgadas, a Fox Searchlight mais que dobrou os locais de exibição e o filme marcou seu maior desempenho em três dias, para um total de US$ 111 milhões.

O estúdio também gastou  US$ 2,7 milhões para exibir propagandas de TV em talk shows e séries como “This Is Us”, da NBC, de acordo com dados da companhia de análise iSpot.

Com três filmes na categoria "Melhor Filme", a Fox lidera todos os estúdios em receita pós-indicações, com quase US$ 231 milhões de dólares.

É incerto quanto a publicidade do Oscar impulsiona venda de ingressos, mas executivos de estúdios dizem que claramente ajuda, especialmente para filmes artísticos que apelam para audiências menores do que blockbusters, como “Jumanji: Bem-vindo à Selva”, que foram exibidos no mesmo período.

”Espectadores só podem ver alguns filmes”, disse Duncan Clark, presidente de distribuição da Universal Pictures International, da Comcast Corp. “Eles serão guiados para aqueles de maior perfil”.

A Focus Features, da Universal, se planejou meses antes para manter seu drama histórico “O Destino de uma Nação” nos cinemas durante janeiro e fevereiro, esperando que o filme fosse um indicado ao Oscar, disse Clark.

O filme arrecadou cerca de US$ 58 milhões desde as indicações, e o estúdio busca aumentar esta quantia no Japão, onde está cronometrando seu lançamento por conta do maquiador e artista de efeitos visuais japonês do filme.

Kazuhiro Tsuji foi elogiado pelo ator Gary Oldman por transformá-lo no primeiro-ministro britânico Winston Churchill, venceu um prêmio Bafta por seu trabalho e é um dos indicados ao Oscar.

 “O Destino de uma Nação” estreia no Japão em março e arrecadou US$ 136 milhões de dólares até agora, atrás dos quase 146 milhões de dólares totais de “The Post”.

 “Eles foram muito bem para filmes de baixo orçamento, ajudando projetos que podem frequentemente ser limitados a modestos circuitos alternativos a se tornarem sucessos no circuito principal”, disse Shawn Robbins, analista-chefe da Boxoffice.com, sobre os filmes ainda em cartaz.

Mas nenhum chegou perto dos dois indicados com maior arrecadação. O drama da Segunda Guerra Mundial “Dunkirk” arrecadou US$ 525 milhões, enquanto a comédia de terror “Corra” recebeu US$ 255 milhões de dólares.

Estes filmes, no entanto, foram laçados em 2017 e saíram de cartaz bem antes das indicações ao Oscar. Eles podem ainda se beneficiar de vendas maiores em DVD e serviços de streaming através de serviços como a Amazon.com, que está promovendo filmes indicados para clientes nesta semana.

 

Confira a lista dos indicados ao Oscar

Melhor filme

"Corra!"
"O Destino de uma Nação"
"Dunkirk"
"Me Chame pelo Seu Nome"
"A Forma na Água"
"Lady Bird - É Hora de Voar"
"Trama Fantasma"
"The Post - A Guerra Secreta"
"Três Anúncios para um Crime"

Melhor diretor

Christopher Nolan ("Dunkirk")
Guillermo del Toro ("A Forma da Água")
Jordan Peele ("Corra!")
Paul Thomas Anderson ("Trama Fantasma")
Greta Gerwig ("Lady Bird - É Hora de Voar")

Melhor ator

Daniel Day-Lewis ("Trama Fantasma")
Daniel Kaluuya ("Corra!")
Denzel Washington ("Roman J. Israel, Esq.")
Gary Oldman ("O Destino de uma Nação")
Timothée Chalamet ("Me Chame pelo Seu Nome")

Melhor atriz

Frances McDormand ("Três Anúncios para um Crime")
Margot Robbie ("Eu, Tonya")
Meryl Streep ("The Post: A Guerra Secreta")
Saoirse Ronan ("Lady Bird - É Hora de Voar")
Sally Hawkins ("A Forma da Água")

Melhor roteiro original

"Corra!"
"Doentes de Amor"
"A Forma da Água"
"Lady Bird - É Hora de Voar"
"Três Anúncios para um Crime"

Melhor roteiro adaptado

"Me Chame pelo Seu Nome"
"O Artista do Desastre"
"A Grande Jogada"
"Logan"
"Mudbound: Lágrimas sobre o Mississippi"

Melhor ator coadjuvante

Sam Rockwell ("Três Anúncios para um Crime")
Willem Defoe ("Projeto Flórida")
Woody Harrelson ("Três Anúncios para um Crime")
Richard Jenkins ("A Forma da Água")
Christopher Plummer ("Todo o Dinheiro do Mundo")

Melhor atriz coadjuvante

Mary J. Blige "Mudbound: Lágrimas sobre o Mississippi")
Allison Janney ("Eu, Tonya")
Lesley Manville ("Trama Fantasma")
Laurie Metcalf ("Lady Bird - É Hora de Voar")
Octavia Spencer ("A Forma da Água")

Melhor fotografia

"Blade Runner 2049"
"O Destino de uma Nação"
"Dunkirk"
"Mudbound: Lágrima sobre o Mississippi"
"A Forma da Água"

Melhor direção de arte

A Bela e a Fera
Blade Runner 2049
Dunkirk
O Destino de uma Nação
A Forma da Água

Melhor figurino

"A Bela e a Fera"
"O Destino de uma Nação"
"Trama Fantasma"
"Victoria & Abdul"
"A Forma da Água"

Melhor edição

"Dunkirk"
"Em Ritmo de Fuga"
"Eu, Tonya"
"A Forma da Água"
"Três Anúncios para um Crime"

Melhor trilha sonora

Hans Zimmer, de "Dunkirk"
Alexandre Desplat, de "A Forma da Água"
John Williams, de "Star Wars: Os Últimos Jedi"
Jonny Greenwood, de "Trama Fantasma"
Carter Burwell, de "Três Anúncios para um Crime"

Melhor canção

"Mighty River", de "Mudbound: Lágrimas sobre o Mississippi"
"Remember Me", de "Viva - A Vida É uma Festa"
"Stand Up for Something", de "Marshall"
"The Mystery of Love", de "Me Chame pelo Seu Nome"
"This is Me", de "O Rei do Show"

Melhor animação

"O Poderoso Chefinho"
"Com Amor, Van Gogh"
"O Touro Ferdinando"
"The Breadwinner"
"Viva - A Vida É uma Festa"

Melhor filme estrangeiro

"Corpo e Alma", de Ildikó Enyedi (Hungria)
"Sem Amor", de Andrey Zvyagintsev (Rússia)
"O Insulto", de Ziad Doueiri (Líbano)
"Uma Mulher Fantástica", de Sebastián Lelio (Chile)
"The Square - A Arte da Discórdia", de Ruben Östlund (Suécia)

Melhor mixagem de som

"Em Ritmo de Fuga"
"Blade Runner 2049"
"Dunkirk"
"A Forma da Água"
"Star Wars: Os Últimos Jedi"

Melhor edição de som

"Em Ritmo de Fuga"
"Blade Runner 2049"
"Dunkirk"
"A Forma da Água"
"Star Wars: Os Últimos Jedi"

Melhores efeitos visuais

"Blade Runner 2049"
"Guardiões da Galáxia - Vol. 2"
"Kong - A Ilha da Caveira"
"Planeta dos Macacos - A Guerra"
"Star Wars: Os Últimos Jedi"

Melhor maquiagem

"O Destino de uma Nação"
"Extraordinário"
"Victoria & Abdul"

Melhor documentário

"Abacus: Small Enough to Jail"
"Icarus"
"Last Man in Aleppo"
"Strong Island"
"Visages, Villages"

Melhor curta

"DeKalb Elementary"
"My Nephew Emmett"
"The Silent Child"
"The Eleven O'Clock"
"Waty Wote/All of Us"

Melhor curta de animação

"Dear Basketball"
"Lou"
"Negative Space"
"Garden Party"
"Revolting Rhymes"

Melhor curta documentário

"Heroin(e)"
"Edith + Eddie"
"Heaven is a traffic jam on the 405"
"Knife Skills"
"Traffic Stop"

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.