Descrição de chapéu

Charles Aznavour foi o mais bem-sucedido dos cantores-atores franceses

Fez duetos com Frank Sinatra, Bob Dylan, Luciano Pavarotti, Ray Charles e Serge Gainsbourg

Thales de Menezes
S√£o Paulo

A cultura francesa abriga como nenhuma outra a figura dos cantores-atores. O p√ļblico tem um carinho especial pelos artistas que se aventuram nessa dupla jornada. E Charles Aznavour foi o mais bem-sucedido deles, o "Frank Sinatra franc√™s".

Anunciada nesta segunda-feira em Mouri√®s, na Fran√ßa, de causa ainda n√£o divulgada, sua morte aos 94 anos encerra uma carreira de perfil raro ‚ÄĒum artista europeu com n√ļmeros de mercado compar√°veis aos de uma estrela do showbusiness americano.

Lan√ßou 51 √°lbuns de est√ļdio, 21 gravados ao vivo e 167 singles, al√©m de 122 compila√ß√Ķes de sucessos. Escreveu cerca de 900 can√ß√Ķes (levantamentos mais favor√°veis e menos confi√°veis falam at√© em mais de 1.300 composi√ß√Ķes) e chegou ao impressionante patamar de 180 milh√Ķes de discos vendidos.

Como ator, apareceu em quase 80 produ√ß√Ķes, desde uma ponta aos 12 anos, no filme "La Guerre des Gosses", em 1936. Sua carreira na tela n√£o chega perto da excel√™ncia demonstrada como cantor.

Embora dirigido por gigantes como Jean Cocteau, Fran√ßois Truffaut, Claude Chabrol e Volker Schl√∂ndorff, suas participa√ß√Ķes estavam mais alicer√ßadas no ineg√°vel charme pessoal do que em dotes dram√°ticos.

Muito mais do que ator, Aznavour foi um cantor de muitos recursos. Soube educar a voz privilegiada, dominava a movimenta√ß√£o em cima do palco e transmitia emo√ß√£o nas can√ß√Ķes que escrevia. Seu repert√≥rio autoral √© rom√Ęntico e popular, mas nada piegas, longe da simplicidade po√©tica.

Muito mais do que cantor, Aznavour foi um sedutor. Baixinho, de declarada estatura de 1,60 m, e distante de padr√Ķes de beleza estabelecidos, mesmo os mais el√°sticos, sua fama de conquistador o precedia nos c√≠rculos franceses. E foi esse charme que marcou o grande salto de sua carreira.

Em 1951, depois de tentar emplacar algum sucesso no teatro musical em parceria com o ator Pierre Roche e tendo gravado alguns compactos, Aznavour foi trabalhar como motorista para √Čdith Piaf, j√° consagrada como a grande cantora do pa√≠s.

Em pouco tempo, ele passou a ser secret√°rio e grande confidente da diva, numa rela√ß√£o carinhosa que permanece alvo de pesquisas de bi√≥grafos dos dois cantores. Ela teria se surpreendido com a capacidade de Aznavour para escrever can√ß√Ķes rapidamente.

Piaf foi respons√°vel pela divulga√ß√£o do talento de compositor do companheiro e tamb√©m teria lapidado a maneira de Aznavour cantar, com orienta√ß√Ķes preciosas. Em 1953, quando ele entrou no est√ļdio para gravar o primeiro √°lbum, "Charles Aznavour Chante... Charles Aznavour", j√° estava estabelecido como compositor de sucesso.

Durante as d√©cadas seguintes, ele faria exibi√ß√Ķes vocais sem nenhuma desvantagem em duetos com uma lista que √© um verdadeiro "de A a Z" da can√ß√£o do s√©culo 20. Entre muitos outros, Frank Sinatra, Bob Dylan, Luciano Pavarotti, Ray Charles, Bing Crosby, Andrea Bocelli, Julio Iglesias, Placido Domingo, Elton John e Serge Gainsbourg.

O √ļltimo de seus 51 √°lbuns de material in√©dito foi "Encores", lan√ßado em 2015.

De origem arm√™nia, nascido Shahnour Vaghinag Aznavourian, em Paris, em 22 de maio de 1924, atuava bastante na pol√≠tica francesa, em campanhas contra o avan√ßo da extrema direita, e mantinha viagens constantes para apoiar causas internacionais. Depois de um grande terremoto na Arm√™nia, em 1988, criou uma funda√ß√£o para ajudar o pa√≠s, mantida at√© hoje.

Aznavour, que se definia como "franco-armênio e cidadão do mundo", compunha em francês e em inglês, além de gravar discos em espanhol e alemão.

Seus dois maiores sucessos mundiais, inclusive no Brasil, foram registrados em ingl√™s, nos anos 1970 ‚ÄĒ"She" e "Dance in the Old Fashioned Way". Em algumas ocasi√Ķes, gostava de preparar alguma can√ß√£o na l√≠ngua do pa√≠s no qual faria turn√™, mesmo sem dominar o idioma.

Aznavour visitou o Brasil uma dezena de vezes, em quatro delas cumprindo turn√™. Em abril de 2008, fez apresenta√ß√Ķes em seis cidades do pa√≠s. O sucesso foi tanto que ele retornaria em setembro do mesmo ano, para mais shows em sete cidades.

Sua √ļltima passagem foi no ano passado, quando cantou em S√£o Paulo e no Rio de Janeiro, exibindo uma voz firme e ainda afinada, aos 93 anos.

Aznavour vivia com a terceira mulher, Ulla Thorsell, com quem se casou em 1967. Ele teve seis filhos.

Tópicos relacionados

Coment√°rios

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.