Shakira será investigada na Espanha por fraude fiscal

Cantora não teria pago seus impostos no país entre 2011 e 2014

Madri | AFP

A cantora colombiana Shakira será investigada pela Procuradoria espanhola por uma suposta fraude ao fisco espanhol de € 14,5 milhões (R$ 64,5 milhões), afirmou nesta sexta-feira o jornal El País.

Segundo o jornal, foi finalizada a investigação sobre as contas da artista e uma ação penal deverá ser aberta.

Consultado pela AFP, porém, um porta-voz da Procuradoria se limitou a indicar que "não há nenhuma ação tomada" e que o caso ainda "está em análise".

Segundo os procuradores, a Agência Tributária acusa Shakira de não ter pago seus impostos na Espanha entre 2011 e 2014.

As investigações da Procuradoria dizem respeito apenas ao período entre 2012 e 2014, visto que os fatos ocorridos em 2011 já prescreveram.

Aos 41 anos, Shakira vive desde 2011 na Espanha com o marido, o jogador do Barcelona Gerard Piqué, e mudou oficialmente sua residência fiscal das Bahamas para a Espanha em 2015.

Os advogados da cantora insistem que a maior parte de seus rendimentos até 2014 vieram de turnês internacionais e que ela não passava mais de seis meses por ano na Espanha, que é a condição para ser residente fiscal no país.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.