Rede de restaurantes de Jamie Oliver entra em recuperação judicial no Reino Unido

Cadeia tem 25 unidades e cerca de 1.000 funcionários

Alistair Smout
Londres | Reuters

A cadeia de restaurantes do chef britânico Jamie Oliver, 43, decretou recuperação judicial nesta terça-feira (21), ameaçando empregos nos 25 estabelecimentos da rede no Reino Unido.

Oliver se tornou uma figura internacionalmente conhecida devido a seus programas culinários na TV, e fundou sua marca Jamie's Italian em 2008.

"Estou profundamente entristecido por esse desfecho e gostaria de agradecer a toda a equipe e a nossos fornecedores que colocaram seus corações e suas almas neste empreendimento por mais de uma década", disse ele em um comunicado. "Eu compreendo o quão difícil isso é para todos os afetados."

Mais de 1.000 postos de trabalho estão em risco pela recuperação judicial, uma forma de proteção dos credores. O Jamie Oliver Group informou que apontou Will Wright e Mark Orton, da KPMG, como administradores.

No Brasil, há três restaurantes, em Campinas, Curitiba e São Paulo. O Jamie's Italian no Brasil informou que a operação é uma franquia independente e que não será afetada pela crise do grupo no Reino Unido. 

 "Continuamos funcionando normalmente e, inclusive, em expansão. Temos uma quarta unidade programada para ser aberta no segundo semestre, em Brasília", disse Lisandro Lauretti, sócio do Jamie's Italian Brasil. 

Oliver, que foi descoberto pela BBC enquanto trabalhava como chef no River Café em Londres, ganhou fama com o programa "Naked Chef", transmitido em diversos países.

Ele utilizou sua reputação para pressionar políticos a combaterem o aumento de problemas relacionados à obesidade infantil ao defender refeições escolares mais saudáveis.

A cadeia de restaurantes de Oliver é a vítima mais recente de um cenário comercial complicado em Londres. Em 2017, o chef inglês culpou a saída do Reino Unido da União Europeia pelo fechamento de seis de seus restaurantes da rede italiana. A cadeia responsabilizou o encarecimento dos produtos importados pela desvalorização da libra, acompanhado por uma queda de clientes.

Em março, o Boparan Restaurant Group (BRG) informou que planejava encerrar as atividades de mais de um terço de suas lanchonetes Ed's Easy Diner e Giraffe, enquanto Carluccio's, Prezzo, Strada e Gourmet Burger Kitchen fecharam estabelecimentos em 2018.

O chef britânico Jamie Oliver - Axel Heimken-6.dez.17/ Dpa / AFP

Colaborou Manoella Smith

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.