Homem é preso acusado de rasgar a obra 'Busto de Uma Mulher', de Pablo Picasso

O quadro valia US$ 26 milhões e foi produzido em Paris durante o regime nazista

O quadro 'Busto de Uma Mulher' (1944) de Pablo Picasso, foi rasgado na semana passada no Tate Modern, em Londres, e um homem foi acusado e preso pelo ataque à obra, que tinha o valor de US$ 26 milhões. Shakeel Massey, suspeito do crime, teve sua fiança negada e permanece em custódia até a audiência de pré-julgamento, prevista para 30 de janeiro.

O museu retirou a pintura do local e está avaliando os danos causados, conforme informou a BBC. "A obra está com nossa equipe de conservação para avaliação de especialistas e o local permanece em aberto", disse um porta-voz do Tate Modern.

As causas que teriam levado Massey a cometer o crime ainda são desconhecidas. Enquanto isso, a polícia investiga o episódio.

A pintura de Pablo retrata uma amante do artista e foi produzida em Paris durante o regime nazista que tomou conta da cidade. 

Obra "Busto de uma mulher", de Pablo Picasso, 1944
Obra "Busto de uma mulher", de Pablo Picasso, 1944 - Reprodução
 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.