Descrição de chapéu Televisão Cinema Maratona

Confira 50 dicas do que ver no streaming para enfrentar o tédio da quarentena

Críticos e jornalistas indicam séries e filmes para serem vistos nas plataformas durante o isolamento causado pelo coronavírus

São Paulo

Junto com a Covid-19 e o isolamento social que ela impôs, veio também a oportunidade de conhecer novos filmes e séries, recuperar temporadas abandonadas e revisitar clássicos queridos, já que agora boa parte do tempo é dedicado às telas que nos cercam.

Graças à revolução que o streaming causou na indústria do audiovisual, hoje não faltam opções de lazer para quem não pode sair de casa. A oferta de conteúdos é gigantesca.

Pensando nisso, a Folha reuniu críticos e jornalistas das áreas de cinema e televisão para selecionar dicas do que assistir em diferentes plataformas e, assim, tornar a quarentena menos sofrida. É só apagar a luz, acomodar-se no sofá, estourar a pipoca e escapar da crise que assola o mundo.

CÁSSIO STARLING CARLOS
​CRÍTICO DA FOLHA

'O Estranho que Nós Amamos' (1971)
'O Estranho que Nós Amamos' (2017)

Um soldado ferido fica encerrado em uma escola para moças, onde desperta um misto de desejo, disputas e ódio. O filme de 1971 de Don Siegel foi refilmado em 2017 por Sofia Coppola. Compará-los é uma lição de sutilezas.
Disponível na Telecine Play e na Google Play (versão de 1971), e na Netflix (versão de 2017)

'Amazing Grace'
O documentário registra a gravação do lendário álbum de Aretha Franklin em 1972. Depois de conquistar imensa popularidade e ganhar o apelido de rainha do soul, a cantora decidiu homenagear suas origens com um disco em que resgata referências gospel. As apresentações em uma igreja foram filmadas em 1972 por Sidney Pollack.
Disponível na iTunes, Now, Google Play, YouTube, Vivo Play e Sky Play

'A Casa e o Mundo'
Avesso aos exotismos de Bollywood, o indiano Satyajit Ray dedicou sua obra às realidades do país. Esta joia da fase final de sua filmografia retrata o duplo sacrifício de uma mulher em um período de turbulência política. A abrangência do relato não é só local ou temporal.
Disponível na Mubi

'Tales From the Loop'
Os códigos da ficção científica são subvertidos nesta formidável antologia que não imagina o futuro, mas a eternidade. Em vez de inventar distopias, os oito episódios abordam os sentimentos, as angústias e as emoções tão humanas, apesar de tudo. Para pensar no que somos e no que queremos ser.
Disponível na Amazon Prime Video

'O Silêncio do Céu'
Os efeitos da violência sobre os corpos e as almas são investigados neste thriller sobre estupro e desejo de vingança. A argúcia psicológica e a eloquência dos não ditos impregnam este trabalho de Marco Dutra.
Disponível na Netflix

'Our Boys'
A série conduzida pelo israelense Joseph Cedar parte do episódio real da morte de três jovens em 2014 para investigar o conflito árabe-israelense sem se fixar em um lado só da moeda.
Disponível na HBO Go

'Fausto'
O mito sobre o poder sem limites e a ruína, sua companheira inevitável, já inspirou inúmeras versões. O russo Alexandr Sokurov traduz o delírio da onipotência em imagens distorcidas ou tão belas que parecem irreais. A distribuidora portuguesa Medeia exibe o filme até terça (21). Nesta semana, o site programou um ciclo de clássicos do cinema francês, com “French Cancan”, “Casque d’Or” e “La Poison”.
Disponível na Medeia Filmes

'A Human Conditon' 
“Humano, Demasiado Humano”, título francês deste documentário de Louis Malle, evoca ironicamente a fórmula nietzschiana ao registrar o processo de automatização do homem pela sociedade de consumo. O futuro vislumbrado nos anos 1970, já sabemos, deu no que deu. Outros títulos do diretor estão na plataforma.
Disponível na Mubi

'Monty Python’s Flying Circus'
O humor cáustico do grupo britânico é o melhor antídoto à realidade absurda que estamos vivendo. Rir do medo da morte, dos religiosos, da farsa chamada política e da nossa suposta racionalidade aliviam as tensões. Quem não achar graça que procure uma tragédia.
Disponível na Netflix

INÁCIO ARAUJO
CRÍTICO DA FOLHA

'Contos das Quatro Estações'
“Conto de Primavera”, “Conto de Verão”, “Conto de Outono” e “Conto de Inverno”, reunidos em plataforma com outros filmes de Eric Rohmer.
Disponível no Belas Artes à la Carte

'Dix pour Cent'
Série francesa sobre atividades de agentes de artistas (atores e atrizes em especial) e as numerosas saias-justas que precisam enfrentar. Cai um tanto no terceiro ano, quando vira novelão, mas aí a gente já está meio enredado.
Disponível na Netflix

'Better Call Saul'
Série centrada no advogado Saul Goodman, mostra os primórdios do que se veria em “Breaking Bad”. Certas cenas de abertura são perfeitas e os personagens são interessantes. Como toda série, tem seus pontos fracos, mas a média é boa.
Disponível na Netflix

'Twin Peaks'
A hora da pandemia é um momento bem oportuno para rever (ou ver) a magnífica série de David Lynch. Fica mais fácil notar, agora, como aquilo que parecia não fazer sentido agora faz.
Disponível na Netflix

'O Criado'
Um dos maiores, senão o maior, filme de Joseph Losey; uma das maiores, senão a maior, interpretação de Dirk Bogarde. Roteiro de Harold Pinter não atrapalha, para dizer o mínimo.
Disponível no Belas Artes à la Carte

'Uma Mulher É uma Mulher'
Esta comédia musical abusada e leve é também o filme mais feliz de Godard, feito quando Anna Karina estava grávida.
Disponível no Belas Artes à la Carte

'A Tortura do Medo'
Num país que cultua o cinema de terror, como o Reino Unido, talvez o maior dos títulos do gênero tenha sido feito por um cineasta cuja especialidade nunca foi esse tipo de filme. A história do diretor que filma suas vítimas no momento em que morrem é aterradora.
Disponível na Looke

'Pássaros de Verão'
Ou como alguns aldeões colombianos passam, suavemente, da tradição rural ao tráfico de entorpecentes. Bem escrito, bem interpretado e bem dirigido por Cristina Gallego e Ciro Guerra.
Disponível na Google Play, Now, Vivo Play, iTunes, Looke e Microsoft Stream

'Se Eu Fosse Deputado'
O streaming da Claro tem uma série filmes do grande comediante mexicano Cantinflas. O humor, tanto verbal quanto físico, é inteligente e popular. Com ele se identificarão facilmente os fãs de “Chaves”.
Disponível na Claro Vídeo

'Especial Zé do Caixão'
José Mojica Marins, o inventor de Zé do Caixão, ficou mais conhecido pelo nome do personagem, que está em vários de seus filmes reunidos no canal sob demanda da Spcine, como nos mais que clássicos “À Meia-Noite Levarei Sua Alma” e “Esta Noite Encarnarei no Teu Cadáver”. Mojica esbanja inventividade tanto na construção do sinistro Zé, quanto na construção de suas imagens.
Disponível na Spcine Play

LEONARDO SANCHEZ
JORNALISTA DA FOLHA

'Big Little Lies'
O momento atual nos leva a repensar as superficialidades com as quais nos cercamos. Mas as personagens desta série estrelada por Nicole Kidman e Reese Witherspoon foram obrigadas a refletir sobre isso muito antes do coronavírus, depois de uma morte que abala a cidade onde moram.
Disponível na HBO Go

'The Boys'
Apesar de não ter feito muito barulho no Brasil, o seriado é um divertido e inteligente contraponto ao subgênero dos super-heróis, com humanos poderosos controlados por empresas e que são mais falhos do que os mortais que os cercam.
Disponível na Amazon Prime Video

'Dor e Glória'
A onda de elogios que cercou “Parasita” na última temporada de prêmios acabou ofuscando outros excelentes títulos estrangeiros, como este filme de Pedro Almodóvar. Nele, Antonio Banderas dá vida a um cineasta em decadência que, da solidão de sua casa, visita memórias e personagens do passado.
Disponível na Telecine Play, iTunes, Google Play e Looke

'O Fantástico Sr. Raposo'
Para quem já cansou de assistir “Frozen 2” com a criançada, muitas plataformas têm ótimos conteúdos para os pequenos, mas também com um humor que conversa com o público adulto. É o caso desta animação de Wes Anderson.
Disponível na Amazon Prime Video

'A Noite Devorou o Mundo'
Um sujeito vai a uma festa, dorme e, no dia seguinte, descobre que Paris se tornou cenário de um apocalipse zumbi. Trancafiado no apartamento, ele precisa lidar com o isolamento.
Disponível na Globoplay e Telecine Play

'Sense8'
Os protagonistas desta série das irmãs Wachowski vão deixar você com inveja. Eles passam boa parte do tempo fazendo duas coisas desaconselhadas no isolamento: viajam e beijam muito —o que leva, com frequência, a orgias, prática também não recomendada.
Disponível na Netflix

'Paraíso Perdido'
Distante das comédias nacionais, o filme de Monique Gardenberg é um divertido drama sobre uma família excêntrica que administra uma boate. Para quem está órfão dos folhetins, o longa tem pitadas novelescas.
Disponível na Netflix

'Penny Dreadful'
Para quem está recorrendo aos livros durante a quarentena, a trama é uma boa oportunidade para ver personagens literários icônicos, como Dorian Gray, Victor Frankenstein, Drácula e Van Helsing, na tela.
Disponível na Globoplay

'Unbreakable Kimmy Schmidt'
E se o coronavírus nos obrigasse a nos esconder em abrigos? Não deve acontecer, mas a protagonista desta série, garantia de boas risadas, precisou passar por isso, graças às excentricidades de um pastor mentiroso.
Disponível na Netflix

'Visible: Out on Television'
Não é só com entretenimento escapista que se vive em uma quarentena. O isolamento pode ser boa oportunidade para se informar com documentários, como este, que narra a história dos LGBTs na televisão.
Disponível na Apple TV+

SYLVIA COLOMBO
JORNALISTA DA FOLHA

'La Trinchera Infinita'
Protagonizada por Antonio de la Torre, se passa na Espanha sob a ditadura de Francisco Franco e conta a história de Higinio, prefeito da cidade de Málaga perseguido pela repressão e que precisa viver escondido por 30 anos.
Disponível na Netflix

'Vientos de Água'
Se passa em dois tempos históricos. Um, quando o jovem José deixa a Espanha e migra para a Argentina, nos anos 1930; outro, quando seu filho, Ernesto, em meio à crise de 2001 no país sul-americano, decide fazer o caminho oposto.
Disponível na Netflix

'Denial'
Filme oportuno num tempo em que o negacionismo voltou à moda. Aqui, uma história real, na qual uma estudiosa do Holocausto tem de enfrentar num tribunal britânico o escritor David Irving, que insiste que o Holocausto foi invenção.
Disponível na Netflix

'The Stranger'
Um thriller bem amarrado, que mantém o suspense até o final. Tudo parece perfeito na vida de um casal com dois filhos numa pacata cidade britânica, até que uma misteriosa mulher começa a revelar segredos.
Disponível na Netflix

'Whisky'
“Whisky” é a palavra que se usa no Uruguai antes de tirar uma foto, para que todos sorriam. O título é uma ironia para contar a história de um homem solteiro e solitário que finge estar casado com uma empregada para impressionar o irmão.
Disponível na Netflix

'The Sinner'
O detetive Harry Ambrose (Bill Pullman) tem um olhar diferente para fatos que parecem óbvios. Nos dois crimes das temporadas disponíveis, Ambrose, contra todas as opiniões, vai mais a fundo para mostrar que tudo é mais complexo do que se imaginava.
Disponível na Netflix

'Homeland'
Já um clássico das séries, mostra como uma agente da CIA, depressiva e obsessiva, investiga atentados no mundo pós-11 de Setembro, com a ajuda de seu mestre. Está na última temporada, que se passa no Afeganistão.
Disponível na Fox Premium e na Globoplay

'El Marginal'
Popular na Argentina, a série traz a disputa de poderes entre gangues em uma prisão lotada, que mostra um pouco do que é a vida do submundo do crime no país. Há traficantes, imigrantes, romance, corrupção e personagens cativantes.
Disponível na Netflix

'Hinterland'
Falada em galês, mostra um detetive investigando criminosos que se escondem em pequenos vilarejos do País de Gales. A série foi motivo de orgulho nacional para os habitantes da região, pois retrata o microcosmo da vida local e suas belas paisagens.
Disponível na Netflix

'Gabo - La Creación de Gabriel García Márquez'
Um documentário que viaja pelos cenários do rio Magdalena e da costa colombiana, onde o prêmio Nobel cresceu e se inspirou para criar suas histórias. Há entrevistas com o ex-presidente americano Bill Clinton (fã e amigo de Gabo) e depoimentos antigos.
Disponível na Netflix

TETÉ RIBEIRO
JORNALISTA DA FOLHA

'Sincerely Louis C.K.'
O stand-up gravado em Washington marca o fim de uma turnê que passou pela Europa antes. Isso porque o comediante foi meio banido de seu próprio país após ser acusado de ter se masturbado na frente de duas mulheres. Ele fala do episódio no especial, que não merece ser visto só por isso, mas sim pelo seu humor desconfortável.
Disponível em louisck.com

'District of Chappelle/2019 Mark Twain Awards'
Este especial parte do recebimento do prêmio Mark Twain, o mais prestigioso do humor americano, que o comediante Dave Chappelle recebeu no ano passado. Mas é editado com um monte de imagens de arquivo do artista desde que tinha 17 anos. Assim, dá para ver seu amadurecimento.
Disponível na Netflix

'Dave Chappelle - Sticks and Stones'
Diz a que veio no título: “paus e pedras”, do dito popular “paus e pedras podem quebrar meus ossos, mas palavras não me atingem”. As reações às piadas com gays, lésbicas e travestis que ele faz causaram tumulto. Indicado para quem consegue ver a comédia como um território em que a regra é ser engraçado acima de tudo.
Disponível na Netflix

'Aziz Ansari: Right Now'
Outro comediante que sofreu acusação de assédio e fala sobre o tema. Ele faz um stand-up mais sóbrio do que os anteriores, mas ainda com o estilo de humor inteligente deste filho de indianos nascido e criado nos Estados Unidos e autor de “Master of None”.
Disponível na Netflix

'Dolemite Is My Name'
Na história, baseada em fatos reais, Eddie Murphy vive o músico e comediante Rudy Ray Moore, nos anos 1970. Cansado de não ser notado, decide encarnar Dolemite, um cafetão que resolve produzir um longa cheio de sexo, violência, caratê e comédia. O filme dentro do filme é hilariante.
Disponível na Netflix

'Curb Your Enthusiasm'
A décima temporada da série criada e protagonizada por Larry David traz um homem de mais de 70 anos, encrenqueiro e egocêntrico, como personagem principal. É uma versão mais histriônica de David, que também trouxe ao mundo George Costanza, de “Seinfeld”, como uma versão de si mesmo. Este homem é um dos mais engraçados do planeta.
Disponível na HBO Go

Fleabag
A britânica Phoebe Waller-Bridge ganhou fama pela criação desta série de duas temporadas. Não é uma comédia rasgada, tem algum drama também. O tom, no entanto, é o de humor ácido. Waller-Bridge é a protagonista, que vive entre problemas no trabalho, uma família neurótica e os homens com quem se relaciona.
Disponível na Amazon Prime Video

Crashing
Primeira série de Phoebe Waller-Bridge. Não é tão bem-acabada, mas já dá para notar seu talento como autora e atriz. Tem uma temporada só e conta a história de um grupo de jovens que mora em um hospital vazio para não pagar aluguel.
Disponível na Amazon Prime Video

'Ramy'
Outra dramédia que chamou atenção quando seu criador e protagonista, Ramy Youssef, ganhou o Globo de Ouro de melhor ator neste ano. O Ramy da série é parecido com o da vida real: filho de um egípcio e de uma palestina que tenta ser tanto um bom muçulmano quanto um jovem livre e feliz no estado americano de Nova Jersey. Despretensiosa e muito divertida.
Disponível na iTunes

Arrested Development
Seriado com uma legião de fãs ardorosos e um número bem maior de gente que nunca assistiu. É divertidíssima, mas demanda atenção. Conta a história da família Bluth, cujo patriarca foi preso e deixou a firma, falida, para o filho certinho. Recomenda-se as três primeiras temporadas, de 2004 a 2006. Foram feitas outras três, em 2013, 2018 e 2019, de qualidade inferior.
Disponível na HBO Go

Os catálogos das plataformas de streaming mudam diariamente e alguns títulos podem, eventualmente, ficar indisponíveis em determinados serviços

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.