Líder indígena Ailton Krenak vence prêmio Juca Pato de intelectual do ano

Autor de 'A Vida Não É Útil' foi escolhido pela União Brasileira de Escritores

São Paulo

O líder indígena e escritor Ailton Krenak foi o vencedor da edição deste ano do prêmio Juca Pato, concedido pela União Brasileira de Escritores.

O autor de "Ideias para Adiar o Fim do Mundo" e do recente "A Vida Não É Útil", editados pela Companhia das Letras, foi escolhido como intelectual do ano por votação do grupo.

ailton krenak
O escritor Ailton Krenak na Flip de 2019 - Mathilde Missioneiro/Folhapress

O Juca Pato premia autores que tenham publicado obras de repercussão nacional, em qualquer área do conhecimento, que contribuíram para o desenvolvimento do país e da democracia.

Nos últimos anos, condecorou nomes como Ignácio de Loyola Brandão, Luiz Carlos Bresser-Pereira e Milton Hatoum.

Krenak concorria contra finalistas como os jornalistas Eliane Brum e Laurentino Gomes, a escritora Maria Valéria Rezende e a filósofa Djamila Ribeiro, colunista deste jornal.

O prêmio está programado para ser entregue em dezembro, em local ainda a ser definido.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.