Descrição de chapéu Cinema

'Marighella' deve estrear mesmo este ano; entenda enrosco com a Ancine

Agência está dentro do prazo para analisar novo pedido de lançamento do filme

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

A notícia de que a Ancine, a Agência Nacional do Cinema, havia arquivado o projeto de lançamento do filme "Marighella" causou alvoroço nesta sexta-feira (13). Cinebiografia do guerrilheiro de esquerda que lutou contra a ditadura militar, o longa protagonizou imbróglios envolvendo sua estreia no passado —mas o caso de agora se deve, na prática, à sobreposição de uma solicitação antiga a outra mais nova.

Por causa dos adiamentos de lançamento pelos quais passou, incluindo um devido à pandemia, "Marighella" precisou entrar com um novo pedido de comercialização, dessa vez com a nova previsão de estreia, dia 4 de novembro deste ano. A Ancine está atualmente dentro do prazo para analisar a solicitação, como informa a própria produtora O2 Filmes, e a data, portanto, segue de pé.

"Há uma nova oferta para o Funda Setorial do Audiovisual, o FSA, e estamos aguardando a resposta da Ancine, que ainda está no prazo para responder", informou a O2 Filmes, em referência ao fundo que financia projetos audiovisuais no país, por meio de sua assessoria de imprensa.

A produtora explicou ainda que o arquivamento diz respeito a um processo aberto em 2019, em caráter de exceção, requisitando que o FSA apoiasse financeiramente a comercialização de "Marighella", mesmo que ainda não tivesse se posicionado quanto ao contrato de investimento na produção da obra.

Procurada, a Ancine informou, por meio de nota, que "não acatou o pedido porque entende que enquanto não assinar o contrato de produção não há que se falar em opção de investimento em comercialização".

"Em 23 de julho de 2021, a SM Distribuidora de Filmes [responsável pela distribuição de 'Marighella'] se inscreveu novamente na chamada com nova data de previsão de lançamento para 4 de novembro de 2021. Um novo processo foi aberto na área técnica da Ancine e já está em análise", disse.

Em 2019, a produtora O2 Filmes chegou a ter dois outros pedidos de recurso para a comercialização do longa negados pela Ancine. "Marighella" estreou sob aplausos no Festival de Berlim, em fevereiro daquele ano. Inspirada na biografia escrita pelo jornalista Mário Magalhães, a produção de R$ 10 milhões acompanha os últimos cinco anos de vida do guerrilheiro, do golpe militar de 1964 ao seu assassinato, em 1969.

A direção é de Wagner Moura e no elenco estão Seu Jorge, no papel principal, e também Bruno Gagliasso, Adriana Esteves e Humberto Carrão.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.