Descrição de chapéu Cinema

Caso de Amber Heard e Johnny Depp já tem veredito, que será lido em breve

Júri deliberou por quase 13 horas sobre julgamento que durou sete semanas

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

O júri que delibera sobre o longo e desgastante processo de difamação que Johnny Depp move contra Amber Heard chegou a um veredito nesta quarta-feira (1º), que seria lido às 16h, no horário de Brasília. Ao se deparar com o formulário do júri, porém, a juíza do caso enviou o grupo de volta para uma sala reservada para que decidam os valores da decisão —o que significa que algum dos dois atores venceu o processo.

O grupo de sete jurados de um tribunal da Virgínia, nos Estados Unidos, formado por cinco homens e duas mulheres, analisou ao longo de sete semanas se a atriz de "Aquaman" usou um artigo de opinião publicado no jornal americano The Washington Post para difamar o astro de "Piratas do Caribe".

Johnny Depp e Amber Heard - Reuters/AFP

Nele, ela dizia que foi vítima de abuso doméstico e sexual, sem mencionar o nome de Depp. Ele, no entanto, decidiu processá-la sob a alegação de que Heard fazia referências claras, em seu texto, ao período em que ambos estiveram casados, entre 2015 e 2016.

Para que Heard seja privilegiada nesse veredito, o júri, que fez uma deliberação por quase 13 horas, precisava reconhecer que Depp cometeu algum abuso contra a atriz uma vez. ​

"As falsas alegações tiveram um impacto significativo na família do senhor Depp e em sua capacidade de trabalhar na profissão que ama", argumentou o advogado do ator, ao que a defesa da atriz respondeu: "O artigo é sobre uma mudança social pela qual Heard luta". Também afirmou que havia inúmeras evidências comprovando que a atriz foi, sim, vítima de abuso físico, emocional, verbal e psicológico.

Enquanto ele a processa em US$ 50 milhões —cerca de R$ 240 milhões— por difamação, ela pede, em contrapartida, US$ 100 milhões —ou R$ 480 milhões— também por difamação, por ter tido seu testemunho desacreditado pela defesa de Depp.

O intérprete do pirata Jack Sparrow já havia perdido uma ação semelhante na Inglaterra, há dois anos, quando processou o tabloide The Sun por ter sido chamado de "espancador de mulher" logo após o início dos rumores de que ele batia em Heard.​

Durante o processo que se encerra agora, ambos se acusaram de diversos tipos de abuso, o que gerou atenção da mídia e da internet, que têm acompanhado o caso de perto. Torcidas apaixonadas se formaram em torno deles, com fãs promovendo campanhas de ódio contra um ou outro.

Dúvidas sobre a idoneidade de ambas as partes não devem se encerrar com o veredito desta quarta e, ao que parece, o caso continuará assombrando suas carreiras —vale mencionar que Depp já perdeu o papel de vilão da franquia "Animais Fantásticos" em meio às polêmicas que o transformaram numa estrela em decadência.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.