Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
14/09/2010 - 20h17

Comentário: Por que amamos a Palmirinha

Publicidade

NINA LEMOS
COLUNISTA DA FOLHA

Nada de Jamie Oliver ou Claude Troisgros. A celebridade gastronômica do país no momento é Palmirinha Onofre. Os outros chefes que aparecem na TV podem ser bonitos e cheios de receitas chiques. Mas quem está com tudo é a senhorinha paulista de 79 anos que virou hit da internet e (como assim?) saiu da TV Gazeta, onde apresentava um programa de gastronomia vintage. Ou seja, de comida de verdade, como aquelas que as nossas avós faziam.

A notícia provocou comoção. Não só em São Paulo, mas também no resto do país. Com a internet, Palmirinha deixou de ser um fenômeno só paulistano. Quem sente a falta dela podia nem assistir aos seus programas regularmente. Mas era reconfortante saber que ela estava lá. Ter alguém como a Palmirinha dando receita de macarronada na TV dava um sentimento de que "nem tudo estava perdido". Ela errava, contava histórias e nos tratava com "carinho".

A gastronomia nunca esteve tão na moda. Existem chefes chiques aos montes na televisão. Alguns vão até a sua casa, outros participam de competições. Mas o publico brasileiro parece sentir saudades dos livros de receitas do passado, aqueles que as noivas faziam antes de casar. Em tempos de tanta comida fina, sentimos falta do empadão da nossa avó. E, por isso, amamos a Palmirinha, que, de tão cult, participou de vários programas de televisão e agora até entrou no Twitter para falar com seus "netinhos".

Divulgação
A culinarista Palmirinha Onofre, 79, revela o que coloca no carrinho de compras do supermercado
A culinarista Palmirinha Onofre, 79, que saiu da TV Gazeta, mas continua em alta na internet

Na rede há vídeos variados sobre a cozinheira. "Palmirinha esquece receita". "Palmirinha conversa com o ponto eletrônico". E todo mundo ri dela. Mas não é uma risada má. Rimos com o carinho com o mesmo carinho que dedicamos aos nossos avós quando eles falam algum absurdo. Os comentários sobre os seus vídeos mostram isso. "Queria que ela fosse minha avó", diz uma. "Ai, como ela é fofinha", diz outra.

O culto aumentou quando soubemos do fim. Palmirinha estava sem emprego. Como assim? Quem são vocês para deixar a nossa avó largada? O boato de que a "culinarista" iria para o programa da Ana Maria Braga causou alívio. Assim como o desmentido de Boninho causou mal estar. Segundo o diretor, a TV estaria mais interessada em procurar "novos chefes". Pronto. Revolta. Como vocês vão tratar uma velhinha desse jeito? Como vocês ousam falar que a minha avó não serve mais?

Palmirinha representa uma espécie de resistência nesses tempos em que todo mundo que aparece na TV é lindo e jovem. E que toda receita é "fresca". Tanto que ela não para de receber declarações de amor. A cozinheira ganhou uma "campanha" no Facebook, a "Queremos a Palmirinha no programa da Ana Maria Braga". E vai participar quinta-feira do VMB, a premiação da MTV. Palmirinha nunca foi tão pop. E, pensando bem, qual chefe já foi tão cultuado? Aqui por essas bandas, nenhum.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página