Grupo Corpo dança Gil, debate sobre o Censo 2020 e mais 5 dicas

Veja as indicações da Ilustríssima para a próxima semana

[ILUSTRÍSSIMA CONVERSA] Giselle Beiguelman

Disponível a partir de sáb. (10) em folha.com/ilustrissimaconversa

A artista, pesquisadora e professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP é a convidada do podcast do próximo sábado (10). Lançando o livro “Memória da Amnésia” (Edições Sesc), ela discute com o repórter Walter Porto os “memoricídios” cometidos ao longo da história do Brasil, da colonização à ditadura militar, e a maneira como o mundo digital afeta nossas lembranças coletivas.

[DANÇA] Grupo Corpo

Teatro Alfa. (11) 5693-4000. De qua. a sex., às 20h30; sáb., às 20h; dom., às 18h. De 7 a 18/8. De R$ 75 a R$ 190. 

A companhia faz estreia nacional de seu novo espetáculo, “Gil”, baseado em trilha inédita composta por Gilberto Gil a convite do diretor artístico Paulo Pederneiras. A coreografia e a música inspiram-se em gestos do candomblé, no encontro entre o popular, o ancestral e o eletrônico e em citações à extensa obra do cantor. Na dobradinha, o grupo apresenta o espetáculo “Sete ou Oito Peças para um Ballet” (1994), baseado em música do americano Philip Glass e do grupo mineiro Uakti.

[DEBATE] Censo 2020

Auditório Elza Berquó - Cebrap. (11) 5574-0399. Seg. (5), às 11h. Grátis.

A Folha e o Centro Brasileiro de Análise e Planejamento promovem discussão sobre as mudanças propostas para o Censo do próximo ano e os impactos que elas podem gerar. Os debatedores serão Ricardo Paes de Barros, economista especializado em desigualdade e professor do Insper, e José Marcos Pinto da Cunha, professor de demografia da Unicamp, sob mediação de Ana Estela de Sousa Pinto, repórter especial da Folha.

homem fuça em jornal
"Viaduto do Chá" (1976), de Carlos Moreira - Divulgação

[FOTOGRAFIA] Carlos Moreira

Espaço Cultural Porto Seguro. (11) 3226-7361. De ter. a sáb., das 10h às 19h; dom., das 10h às 17h. De 10/8 a 21/10. Grátis. 

Retrospectiva organiza o trabalho do fotógrafo paulistano, nascido em 1936, em seleção de mais de 400 trabalhos, boa parte deles inéditos. Tendo como objeto principal a cidade de São Paulo e seus habitantes, o artista faz investigações de linguagem que vêm desde a geometria rigorosa das fotos de rua dos anos 1970 e até suas produções atuais, usando formato digital.

[MÚSICA] João Donato e Raul de Souza

Blue Note São Paulo. (11) 3179-0050. Sex. (9), às 20h. De R$ 90 a R$ 140. 

O pianista acriano e o trombonista carioca fazem show conjunto para comemorar os 85 anos de ambos, que serão completados neste mês. O repertório vai passar por clássicas composições dos músicos, que são amigos de longa data, e por versões de referências da bossa nova, apresentando também trabalhos mais recentes.

[TEATRO] Relatos Efêmeros da França Antártica

Espaço Cênico do Sesc Pompeia. (11) 3871-7700. De qua. a sáb., às 20h30; dom., às 18h30. De 7 a 25/8. R$ 30.

O espetáculo discute colonialismo a partir da intervenção do francês Nicolas Durand de Villegagnon na baía de Guanabara, no século 16, que tinha objetivo de criar uma colônia do país no sul do equador. O diretor da peça, Francisco Carlos, é formado em filosofia pela Universidade do Amazonas e traz como eixo de seu teatro a perspectiva ameríndia de Eduardo Viveiros de Castro.

[MÚSICA] John Williams

Theatro Municipal de São Paulo. (11) 3053-2100. Sáb. (10), às 20h. De R$ 12 a R$ 40.

A Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo faz tributo a um dos principais compositores americanos de trilhas cinematográficas. Com regência de Roberto Minczuk, serão apresentadas músicas de clássicos de Steven Spielberg, como “A Lista de Schindler”, “Indiana Jones” e “E.T.”, e de novos blockbusters como “Harry Potter”.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.