Poemas falam sobre amizades de Kafka, Montaigne e La Boétie

Felipe Fortuna lança o livro 'Franca Fraternidade' no próximo mês

Felipe Fortuna

[SOBRE O TEXTO] Os dois poemas abaixo integram o livro "Franca Fraternidade", a ser lançado em março pela Topbooks. A obra tem como eixo o tema da amizade, tanto a de escritores (como Montaigne e La Boétie) quanto a de célebres personagens (Dom Quixote e Sancho Pança).

Max Brod interroga

Por que morrer nessa casa
onde o sangue cuspido
o apaga? Por que falar do medo
como se houvesse janela
para deixá-lo lá fora?
Por que tentar ir embora
se a roupa que o veste, o chapéu
que o assinala enquanto cai a neve
anunciam que você, Franz Kafka,
gosta muito de hora marcada?
Faz meses que velo o corpo magro
e suas palavras de escárnio,
duras como as escutei
na máquina de escrever.
Um burocrata não poderia ser mais equivocado.
Quando você dormia, escutei
o que faltou saber. Agora
cuidarei ainda melhor do amigo:
vou traí-lo.

Ilustração com várias pessoas conversando
Ilustração de Catarina Pignato - Catarina Pignato

Montaigne e La Boétie

Porque era ele, todas as frases
que pairam sobre mim se iluminaram:
em cada palavra sua
havia um rosto, e o hálito
me trazia mais notícias sobre a vida.

Quando eu o perdi
perdi o quando:
paralisado como se não tivesse olhos,
não haveria mais abraços
e, sem ele, eu mesmo me torcia.

Porque era eu, todos os dias
deverei pensar nele de viés,
como pela sombra me dirijo à montanha.
Muito imponente, ele me espera
pois, juntos, a vida toda fez sentido.

E por que você?


Felipe Fortuna é poeta, ensaísta, tradutor e diplomata. Já publicou 15 livros.

Ilustração de Catarina Pignato, ilustradora, infografista e amazona.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.