Descrição de chapéu Coronavírus

Politização de epidemias sempre leva a tragédias, avalia historiador

Para Sidney Chalhoub, Bolsonaro e Trump fazem apologia da ignorância e comprometem medidas contra o coronavírus

O historiador Sidney Chalhoub, professor da Universidade Harvard, é o convidado do episódio desta semana do Ilustríssima Conversa.

No livro "Cidade Febril: Cortiços e Epidemias na Corte Imperial" (Companhia das Letras), Chalhoub recompõe as condições sanitárias e de habitação dos negros e pobres do Rio de Janeiro em meados do século 19.

A obra narra o temor das elites com epidemias de febre amarela e a constituição de um saber médico marcado por ideias racistas de embranquecimento da população, bem como os esforços de erradicação de cortiços —vistos, junto a seus moradores, como responsáveis pela transmissão de doenças infectocontagiosas.

Na conversa com o repórter Eduardo Sombini, o historiador discutiu linhas de continuidade entre a saúde pública do Rio de Janeiro em meados do século 19 à situação do Brasil de 2020, paralisado pela pandemia de coronavírus. Para ele, a estigmatização de negros e pobres perdura até hoje, fazendo com que se tornem mais vulneráveis à Covid-19.

Homem sorrindo com estante de livros ao fundo
O historiador Sidney Chalhoub, professor da Universidade Harvard - Arquivo pessoal

Chalhoub também tratou de episódios de politização de epidemias no passado, como a resistência a medidas de quarentena. Em sua avaliação, o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, e o americano, Donald Trump, têm orgulho de sua ignorância e, ao desprezarem a ciência e as recomendações médicas, comprometem o enfrentamento do novo coronavírus.

O Ilustríssima Conversa também pode ser acessado nos principais aplicativos, como Apple Podcasts, Spotify e Stitcher. Ouvintes podem assinar gratuitamente o podcast nos aplicativos para receber notificações de novos episódios.

O podcast entrevista, a cada duas semanas, autores de livros de não ficção e intelectuais para discutir suas obras e seus temas de pesquisa.

Já participaram do Ilustríssima Conversa Gilberto Nascimento, que tratou do crescimento da Igreja Universal e a ascensão política de Edir Macedo; Eliane Robert Moraes, que discutiu a censura ao sexo nas artes; Sueli Carneiro, que falou sobre a relação entre as questões de raça e gênero no Brasil; Sérgio Adorno, que abordou o surgimento do liberalismo no Brasil; Sidarta Ribeiro, neurocientista que estuda o sono e os sonhos; a antropóloga Lilia Schwarcz; o ex-ministro da Educação Renato Janine Ribeiro e a economista Laura Carvalho, entre outros.

A lista completa de episódios está disponível no índice do podcast.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.