Descrição de chapéu Mobile World Congress

Governo precisa olhar monopólio de Google e Facebook, diz presidente da CNN

Executivo disse que precisa da ajuda da política e da tecnologia para proteger o jornalismo

Presidente da CNN, Jeff Zucker - Lluis Gene / AFP
 
 
Roberto Dias
Barcelona

O presidente mundial da CNN pediu a atenção de autoridades públicas para o domínio das gigantes de tecnologia no mercado publicitário.

“Ninguém está olhando para o monopólio de Google e Facebook. É para isso que o governo deve olhar”, afirmou Jeff Zucker durante o Mobile World Congress, principal feira do setor de telecomunicações, que ocorre nesta semana em Barcelona.

Ele enfatizou seguidamente que a emissora nunca antes chegou a tantas pessoas, mas afirmou que transformar essa audiência em dinheiro é outra história.

“Num mundo com Google e Facebook, monetizar o conteúdo é mais difícil do que pensávamos alguns anos atrás”, disse o executivo. “Precisamos da ajuda do mundo da política e da tecnologia para proteger o jornalismo. De outro modo o jornalismo vai desaparecer, e nós precisamos de jornalismo”, afirmou. Tal cenário catastrófico seria ruim também para gigantes digitais, completou: “Nenhuma dessas plataformas funciona sem conteúdo”.

Nos EUA, calcula-se que Google e Facebook juntos controlem mais de 70% do bolo publicitário digital.

A CNN, por sua vez, se encontra em meio a outra polêmica regulatória com o governo ao qual pede ajuda. O canal tem sido um dos alvos preferenciais dos ataques à imprensa feitos pelo presidente dos EUA, Donald Trump. Passou ao foco nos últimos meses por causa da tentativa de aquisição da empresa que a controla, a Time Warner, pela tele AT&T. O governo americano bloqueou a operação.

Outras empresas digitais, menores, não causaram por ora tanto dano à CNN, afirmou seu presidente. O desafio da empresa, porém, é fazer a transição geracional da emissora, criada em 1980 pelo empresário Ted Turner.

“Ver notícias na TV é algo que fazem pessoas mais velhas”, afirmou Zucker. Segundo ele, o consumidor médio da CNN na televisão tem 59 anos --já a idade média dos assistem à emissora num celular é de 37 anos.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.