Associação de caminhoneiros se reúne com governo para decidir futuro de greve

Encontro acontece nesta tarde e contará com ministro dos Transportes e da secretaria de governo

São Paulo

A Abcam (Associação Brasileira de Caminhoneiros)  participará de reunião na Casa Civil nesta quarta-feira (23) para decidir se manterá a greve que paralisa estradas pelo Brasil desde segunda.

A reunião acontece às 14h. Devem estar presentes o ministro dos Transportes, Valter Casemiro, o ministro da secretaria de governo Carlos Marun e o diretor geral da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), Mário Rodrigues.

O presidente da associação, José Fonseca Lopes, divulgará os resultados do encontro e as decisões da categoria às 17h em Brasília.

Na manhã desta quarta-feira, as manifestações atingiam 23 estados, com 253 focos de protesto.

Os caminhoneiros pedem mudanças na política de reajuste dos combustíveis da Petrobras (medida que o governo refuta) e redução da carga tributária para o diesel (que está em negociação). 

A nova política de reajustes, adotada pela Petrobras em julho do ano passado, é bem-vista por investidores por acompanhar o padrão adotado em outros países. Alterá-la agora seria interpretado como intervenção do governo na estatal. 

Com essa nova política, os valores dos combustíveis sofrem alterações diárias que acompanham a cotação internacional do petróleo e a variação do câmbio. 

Como o dólar e o preço do óleo tiveram repiques, o valor do diesel saltou. Em um mês, o litro do diesel na bomba subiu 4,9%, de R$ 3,42 para R$ 3,59, segundo a ANP (Agência Nacional do Petróleo).

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.